Sábado, 4 de Julho de 2009

MARKETING PARA MALUCOS

*1

Desde o início do ano, o BPN tem 25.000 novos clientes. Não sou muito bom com siglas, mas o BPN não é aquele do senhor que está preso e vai lanchar sandes e Sumol à Assembleia? (quando vi o aspecto das sandes e a simpatia dos deputados da comissão até pus a hipótese de enveredar pelo crime económico)  Vamos lá ver se eu percebo isto. O BCP faz campanhas com a B. Guimarães num barco (foleiro). O BES põe pessoas a cantar (muito mal) e a dançar (mal) na rua. O BPN aparece todos os dias nas televisões porque está na falência e é só buracos para tapar e  pumba! Aumenta 25000 clientes! Se calhar, mais valia o BCP ter posto a Bárbara sem um dente, esfarrapada, com uma caixa de fósforos no meio de ratos a pedir esmola. Ou então é só a velha questão: o que interessa é que falem de mim, seja bem ou mal. Provavelmente há quem pense – vou pôr o dinheiro neste BPN estou farto de ouvir falar nele na televisão é porque é bom. – E é agradável chegar a casa e poder dizer: “Maria anda cá.  Estão outra vez a falar do nosso banco na televisão.”  Ou então, e esta parece-me ser a razão mais plausível para o aumento de clientes: fizeram-no para ter uma razão para andar chateados. Agora já podem dizer aos amigos: - E eu!Não brinquem comigo! Eu tenho o meu dinheiro no BPN e isto é uma vergonha!  Cambada de patifes! – Por outro lado, os clientes do BPP é que não devem ter aumentado. Vi as imagens á porta da sede e já não via tanta gente de chapéu à cowboy e óculos escuros desde o Dallas. Porque é que há tantos clientes do BPP de chapéu à cowboy? Será que os pontos do VISA davam direito a um cavalo?

Há clientes do BPP que ameaçam entrar em greve de fome. Acho parvo...o nome da greve.  Greve de fome é força de expressão, têm o dinheiro congelado e os restaurantes não aceitam promessas por mini-pratos. Querem fazer um protesto a sério. Façam greve das roupas e vão nus para a porta da sede do BPP. Se perguntarem, porque estão nus ? Digam que é para facilitar a vida aos administradores do banco.  Quem quer aparecer, vai ao BPP. Adeus e cuidai dos vossos depósitos com carinho e prudência para que cresçam viçosos e sadios capazes de ter uma vida longa, superior a quinze dias.

 

*1 - Ben Walker Art

Publicada por OMal às 04:21
Link do post | Adicionar aos favoritos

CRISEOPÓLIS

 

A Crise está para os portugueses como a virose para os médicos: serve para justificar tudo.  O princípio – Crise vem do latim e tem a mesma equivalência da palavra vento. Ou seja: é um estágio de alternância, o qual, uma vez ocorrido, não volta ao que costumava ser.  Achou complicado? Pode sempre dizer  que tem a cabeça cansada da Crise.  Vamos lá ser sinceros, a Crise veio dar um jeito do caraças!  A Crise, para começar, permite abusar de um dos nossos verbos favoritos: adiar . O que mais se ouve é  - “Isso agora, com a Crise…não pode ser nada. É melhor ficar para outra altura” , - …mas eu só queria dar um rim…-
Porque é que o empregado do café passou a ter cara de mau?! Porque é que começou a atirar com a bica para cima do balcão?! Porque é que a colher tem resto de chantily misturado com bâton?!!  É a Crise. Com a Crise, já não temos direito aos pequenos mimos, como: a educação e os serviços mínimos. Isso fazia parte dos tempos em que isto era uma civilização e não um bando de gente a tentar sobreviver, como é agora.  Se uma pessoa diz: “Mas…eu gostava de ter uma colher sem bâton, porque esta nem sequer é a cor que fica bem como o meu café “, tratam-nos como se fossemos uns seres desprezíveis; preocupados com minhoquices enquanto os outros estão ali a vender duchaisse, (cada vez mais pequenos, e sem fios de ovos, por causa da Crise) para tentar sobreviver. No fundo, somos uns fascistas e uns gajos do passado. E eu não gosto de ser visto assim. Por isso, não digo nada. E até lambo a colher. Porque tive a sorte de apanhar um bocado de chantilly (que é um luxo com esta Crise) e porque: mais vale apanhar herpes labial  e juntar-me ao bando do que passar por um sacana de um indivíduo que não está em Crise, ou é insensível a ela.
A educação também passa por alterações durante a Crise. Por exemplo, se há coisa que hoje em dia fica mal; e é considerado de uma enorme  falta de educação, é dizer:  “vai tudo bem lá na empresa.”  - Diz que foi aumentado, o ordinário! -
  Resumo: se a economia fosse um pronto a vestir, qual era o fato que assentava melhor a Portugal?  Um smoking de economia em expansão ou o fato de treino da Crise?…pois é. A Crise é o nosso habitat natural, é como voltar à terra: pobrezinhos mas reconfortados.
Foi Kennedy que disse: “Quando escrito em chinês a palavra Crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade.” Disse isto, mas foi baleado. Por isso, é melhor não ligar ao que ele disse e pôr um capacete se for andar de descapotável nestes dias de sol e Crise. 

 

Publicada por OMal às 03:59
Link do post | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

ATÉ QUE O NARIZ ME DOA

Mãe de Michael Jackon telefonou à enfermeira, do falecido, para saber onde é que ele escondia o dinheiro.Se o filho adorava o Peter Pan, ela é fã do Capitão Gancho

Publicada por OMal às 19:52
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

NÃO É SOBRE O JACKSON E TEM TRANSFORMERS

Já viram o Transformer Lady Di? Impressionante! Metade Mercedes metade Windsor

Publicada por OMal às 03:59
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 9 de Junho de 2009

caixa verde e amarela

 no Recife, ainda há pessoas com esperanças que algum dos passageiros possa estar vivo. é preciso pensar positivo..foi assim que o Rodrigo Santoro foi parar ao lost 

Publicada por OMal às 05:13
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sábado, 30 de Maio de 2009

PLAY CAIXA DE ÓCULOS BOY

Já viram a Ana Malhoa na playboy? Tem uma gaja muita boa tatuada no braço!

Publicada por OMal às 03:49
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

ADEUS, COMPANHEIRO VASCO

fui eu que escrevi o sketch que agora serve como homenagem ao falecido Vasco Granja (não existem outras imagens!). Ainda bem que a ideia inicial- ele aparecia nu com orelhas de pantera cor de rosa – não foi para a frente.

Publicada por OMal às 02:55
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 9 de Abril de 2009

POST SEM IMAGEM

...sou uma pessoa que trabalha muito com números. Por exemplo, o que me choca na pedofilia é que alguém possa gostar de ter uma relação com doze quilos.

Publicada por OMal às 03:36
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

TERRAMOTO ITALIANO

 

Já não via tantos italianos em cuecas desde o Gomorra

Publicada por OMal às 02:15
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

MAU É PERDER

devíamos fazer, todos os anos, uma homenagem no local onde caiu a medalha do Pedro Silva; como fazem os benfiquistas quando vão a Guimarães

 

 

PS: O Veiga estava tão magro mas o dragão de ouro está na mesma.

Publicada por OMal às 20:01
Link do post | Adicionar aos favoritos
Domingo, 22 de Março de 2009

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE XV

"Esse Fritzl,  deviam prendê-lo e dar-lhe uma sova uma vez por ano, no dia do pai."

Publicada por OMal às 03:36
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 6 de Março de 2009

OS STOMP DA ESTRELA

um vidrão a ser despejado faz um barulho agradável; muito semelhante ao de um cego a andar de Smart dentro de uma loja da Vista Alegre.

Publicada por OMal às 04:28
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 5 de Março de 2009

CANAL PIRATA

 

Apanhei um táxi com televisão a bordo que passa programas de uma estação de taxistas. Muito curioso, mas demasiado virado para o turista. Vi um programa sobre o Convento de Mafra, e fiquei a saber que foi classificado como Monumento Nacional em 1910 e que de Mafra a Sintra são setecentos e oitenta e dois quilómetros.  

Publicada por OMal às 15:59
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 3 de Março de 2009

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE XIV

"Que pena, a Luciana ficou em terceiro no Festival da Canção. Já não tinha um desgosto tão grande desde que parti um palito a comer caracóis."

Publicada por OMal às 02:41
Link do post | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 23 de Fevereiro de 2009

ÓSCAR DE TRANÇAS


Desta vez houve apenas um Óscar para filmes cuja temática é o holocausto ( O leitor) . Eu, se fosse a acreditar naquele bispo inglês, diria que o holocausto já deu mais óscares que mortos. Mas não digo.

Publicada por OMal às 18:25
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

SÉTIMA ARTE MARCIAL ou o 8-0

 Hoje, as reclamações são  sobre uns senhores que escrevem crítica de cinema no Jornal O Público e que bem podiam  poupar árvores (aos pobres e estúpidos humanos; que não percebem nada de cinema mas que precisam delas para respirar) e passar a publicar as suas críticas em portas de casas de banho. Porque as críticas são feitas com uma força, e uma vontade de dizer mal,  que, de certeza, ajudam a combater a obstipação. Experimente, de manhã, comer uma barrita de cereais  e  ler uma crítica do Público  e vai ver que o relógio, que você e a Fátima Lopes têm na barriga, começa logo a tocar.

      E isto tudo, porquê? Porque alguém tem que fazer a parte - Não vás àquele crítico que é muito mau -, estes senhores induzem as pessoas em erro. Sair de casa para ir ao cinema em função da opinião dos críticos do Público, é o mesmo que sair de casa sem guarda-chuva porque a Maya garantiu que esta semana não ia chover. 

       Slum Dog Millionaire  está nomeado para dez Óscar(es) e já venceu  quatro Globos de ouro e sete Baftas, incluindo: melhor filme, melhor argumento, melhor realização. Ou seja, tem tudo para causar uma profunda irritação aos críticos do Público; que lhe dão uma bonita bolinha  preta. Para eles é lixo! A esta hora, estão os senhores do Óscar, dos bafta e dos Globos de Ouro a fazer uma reunião de emergência, porque: se os críticos do Público dizem que o filme não vale nada, alguma coisa deve ter-lhes  escapado. Deve haver alguma coisa que está muito mal feita mas que eles não deram por isso. Valha-me Jesus Cristo e aquele outro de barbas que costuma estar com ele! Mania que são mais espertos que os outros, é o que é. 

       Uma pessoa olha para a crítica do Público e, tirando um filme que foi feito no Uzbequistão com dois camelos, uma viola e uma família com seis dentes, só vê bolinhas; ou uma estrelita, vá lá duas. Isto faz um bocado confusão: um indivíduo que, supostamente, adora cinema e que é raro gostar de um filme. "Gosto muito, muito de cinema. Nos últimos dez anos gostei de dois filmes e achei outro assim-assim." É um bocado como aqueles sujeitos que dizem que gostam muito de mulheres mas uma pessoa diz: Epá, olha aquela! – Hum...É um bocado alta demais. - Epá! olha o que ali vai a passar! Que grande mula! – hum, não gosto muito, tem as raízes do cabelo descoloridas – O quê?!  - Ai, eu sou muito exigente.  - Tu não gostas é de mulheres! -  portanto, estes senhores não gostam é de cinema! Porque é que não os põem a fazer a página da necrologia, a dar cruzes pretas aos mortos? Ao menos não chateiam quem respira.

       Senhores do Público, vão lá ver o filme outra vez porque estou convencido que vocês viram o filme em DVD, daqueles filmados pelo telemóvel de um anão; em que estão sempre a aparecer crocodilos porque o sujeito da frente tinha uma camisola Lacoste. Não acredito é que alguém queira ir com vocês; sujeito a ter que sair a meio do filme na maioria dos casos. Por isso, os críticos, acabam sozinhos em casa a ver um DVD pirata. Acabam assim: amargos, porque são pessoas muito pouco populares que embirram com tudo o que os outros gostam. “Este café é muito bom!- …não é nada. Este café não presta, leva um Grão em cinco grãos. "Epá, hoje está um calor.” - Não está nada. A este dia dou um Sol  Preto, numa escala de dez sóis, e vou já buscar o cachecol.

 

Publicada por OMal às 22:41
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sábado, 14 de Fevereiro de 2009

45

lobos de orelhas geladas
seguem-me
cheiram-me
salivam-me

sabem das minhas histórias
do que se conta e inventa

iluminam de bafo quente o ar
e  marcam com garras e almofadas
a terra que piso à frente  
 

 

Publicada por OMal às 06:52
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 11 de Fevereiro de 2009

KING OF THE WORLD!

Já posso dizer: sou o argumentista daquele filme a que os críticos do Público atribuíram uma pontuação idêntica à do SlumDog Millionaire. Vai para o topo do Curriculum em extra bold.

Publicada por OMal às 01:53
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 10 de Fevereiro de 2009

MAIS CRESPO

Acabei de ver a entrevista do Mário Crespo.  Acho que alguém tem de dizer à Maria José Morgado que ela não precisa de usar bigode para mostrar que é uma Autoridade

Publicada por OMal às 01:42
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 3 de Fevereiro de 2009

E JÁ AGORA

importante é não confundir a cabeça do boi com o Minotauro.

Publicada por OMal às 23:22
Link do post | Adicionar aos favoritos

A LUTA CONTINUA - A LISTA NEGRA DE ARTUR

Vale a pena visitar o novo site das PFs, mas só para constatar que o único nome de autor que não aparece é o meu. Lá está o Tubo de Ensaio e; por coincidência, é o único programa de rádio sem o nome do autor dos textos. Aquela piranha, do Artur Silva, quando põe alguém na lista negra só não vai à Loja do Cidadão cancelar o BI do autor porque ainda não pode. Recentemente, ao ser "confrontado" com o facto de estar a colocar trabalho meu num documentário sobre o humor na TV portuguesa sem as devidas referências ao autor, disse: "O Quadros, não é relevante." Está bonito, foi este aldrabilhas presidente da Associação de Guionistas!  Pedir ao Artur que faça um documentário sobre o humor em Portugal é o mesmo que pedir ao presidente do Irão para escrever a história dos Judeus.             

A luta continua aqui, porque não e possível fazê-la noutro lado.  A  perseguição ao autor (e autores que escapam ao monopólio PF) ainda alegra mais a luta, e eu não gosto de fazer nada que não me dê alegrias.  

 

www.producoesficticias.pt/edicoes/producoesficticias/desenvcategoria.aspx?c=1966 - 90k -

Publicada por OMal às 17:17
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 27 de Janeiro de 2009

DIÁRIO DA REPÚBLICA

O gás, a água e a electricidade consumida nos sonhos, passa a pagar taxa. 

Publicada por OMal às 02:47
Link do post | Adicionar aos favoritos

DIÁRIO DA REPÚBLICA

 Se uma mala fizer cinco voltas, numa passadeira rolante de um aeroporto, sem que o proprietário a recolha, qualquer pessoa pode ficar com ela.

Publicada por OMal às 02:38
Link do post | Adicionar aos favoritos

A GORDA

  Dinossauros do Freeport, afinal, não passam de mamutes com osteoporose. 

Publicada por OMal às 02:33
Link do post | Adicionar aos favoritos

TESTE QI - O que está a mais?

    - Maddie marca encontro, no Freeport, com o jovem Casapiano que colocou a bomba no avião que matou Sá Carneiro. 

Publicada por OMal às 02:23
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE XIII

"Na tomada de posse, achei que o Nuno Rogeiro estava melhor preparado que o Obama." 

Publicada por OMal às 05:03
Link do post | Adicionar aos favoritos

OBAMA JÁ ESTÁ EM CASA

O meu único receio é que, no futuro, o Obama se sinta pressionado e venha a favorecer os canhotos. 

Publicada por OMal às 04:09
Link do post | Adicionar aos favoritos

O MAL QUER SER POPULAR

Bem sei que dá sempre jeito um médico na sala, mas o problema da candidatura do Eduardo Barroso, à presidência do Sporting, é que ele vai avaliar o plantel segundo o seu valor em transplantes. Exemplo: Grimmi - Pulmões - 16000 euros - Fígado 58 Euros. 

Publicada por OMal às 03:28
Link do post | Adicionar aos favoritos

NÃO FOI O MORDOMO

Estou a meio do visionamento do Inland Empire do David Lynch e só não percebi se é aquela outra que aparece ou se a que vê que é essa que o outro, que está no filme e não está, parece ver, ou se é a que aparece no sonho da outra com a má. De resto, percebi tudo e até acho que já sei quem é que matou...caso alguém tenha sido morto.  

Publicada por OMal às 03:04
Link do post | Adicionar aos favoritos

DO BAÚ DO ANIMAL 4 - ENCALHADO NUM PENSAMENTO (90)*

Encalhado Num Pensamento (90*)

Não são insónias. É uma dúvida que não me deixa dormir.

Tudo por causa do Titanic. Vi vários filmes que relatam sempre o mesmo: o número de pessoas que morreram, onde se teria afundado, como tudo se teria passado. Recentemente, entrevistaram os sobreviventes, encontraram-no e estão a trazer para a superfície objectos que flutuaram dezenas de anos no interior do casco. A mim o que me preocupa é o Iceberg.
O que será feito dele?

 

  *ano em que foi inventado o vento .

Publicada por OMal às 02:40
Link do post | Adicionar aos favoritos

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE XII

"Santana Lopes também não é como o pintam. Não é pelo facto de eu não conseguir escrever disléxico que sou disléxico."

Publicada por OMal às 02:27
Link do post | Adicionar aos favoritos

O BARBEIRO DE SÃO TOMÉ

Esta semana vi o Equador, da TVI (o outro não posso ver porque a minha box não apanha)  e a pergunta que eu faço, ao José Eduardo Moniz e a vocês os seis, é: que bigodes são aqueles? ! Eu bem sei que as pessoas naquele tempo usavam bigodes parvos, mas eram deles. Os bigodes do Equador parecem morcegos de velcro. Vê-se que a relação entre os bigodes e os actores  ainda não é muito forte. Há ali uma distância.  Há actores que estão preocupados em decorar o texto e equilibrar o bigode e isso não é fácil. E às vezes, os bigodes  são tão grandes; e têm uma personalidade tão forte, que eu já vi o bigode do Paulo Pires roubar-lhe uma cena. Lamento, os bigodes não estão bem. Uma pessoa está sempre à espera de quando é que eles vão começar a desmascarar-se uns aos outros, a arrancar bigodes e a dizer – Cá está! Afinal tu és...-, dava para fazer um episódio só de  arrancar bigodes.

Publicada por OMal às 01:25
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 21 de Janeiro de 2009

MAL POR MAL

Professor de Matemática numa escola em Chicopee, Massachusetts, David Carlos (na foto com a camisola do Sporting, e o miúdo também já é licenciado) ia a bordo do avião que amarou no rio Hudson na passada quinta-feira, afirma: "Foi um milagre." Ouvi dizer que no avião também iam três lampiões...mas pronto, claro que compensa. 

Publicada por OMal às 01:45
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

O MAL ESTÁ DE (RE)VOLTA

 Com o patrocínio de -  Um Tiro No Porta Aviões - http://umtironoportavioes.blogs.sapo.pt

Publicada por OMal às 01:02
Link do post | Adicionar aos favoritos
Domingo, 16 de Novembro de 2008

PARA ACABAR COMO COMEÇOU a 2006-12-26

A culpa da fome em África é em grande parte da Igreja. Eles é que meteram na cabeça dos africanos que o canibalismo era pecado. Fiz as contas, e bastava cozinhar todo o pessoal dos Médicos Sem Fronteiras que neste momento presta ajuda em África, para haver comida suficiente para os próximos cinco anos. Isso é que era solidariedade! - Mãe, estive a pensar e vou dar um braço a Moçambique. - Ainda bem que dizes isso, meu filho. Eu já tinha pensado em dar esta perna que está cheia de varizes e já pouco a uso mas a eles dá-lhes muito jeito.


 

 

 

Publicada por OMal às 22:29
Link do post | Adicionar aos favoritos

THE END

Termina aqui  o Mal. Por razões de força razoável volto a outro tipo de trabalho (ai a Gestão...) ; uns anos depois, e termina assim, ao que parece, a minha longa (era suposto ser curta) passagem pela profissão de argumentista (não escritor). Foram catorze anos dedicados à bela arte da escrita de humor para TV; e não só, mas o tempo não está para aventuras. Regresso à profissão de onde provavelmente (...os meus pais bem me avisaram, os seis) nunca devia ter saído, mas quem não arrisca...um abraço para os meus leitores (os quatro) e até sempre (e até Junho, como hobby/remunerado, vou continuar a escrever as crónicas do Tubo de Ensaio na TSF e estarei no lançamento do livro ainda este mês). O Mal acaba aqui mas as minhas maldades não. Em breve, dou notícias (aos três, que eu embirro um bocado com o quarto)    

 

PS- juro que não foi por causa da crítica do Expresso ao filme.

PS2 - nem por alguma polémica

PS3- vem aí um encontro de Blogs que melhor motivo para acabar um blog. 

 

Publicada por OMal às 21:09
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sábado, 15 de Novembro de 2008

ÚLTIMAS DA CRISE NA EDUCAÇÃO

A ANAPO; Associação Nacional dos Avicultores e Produtores de Ovos,  apela à Ministra que seja firme nas suas convicções. 

Publicada por OMal às 02:41
Link do post | Adicionar aos favoritos

DO BAÚ DO ANIMAL III - SAUDADE (91)

Acenar sem ver
Publicada por OMal às 02:36
Link do post | Adicionar aos favoritos

DO BAÚ DO ANIMAL II - FOCAS (92)

Li algures que as focas, segundo as lendas gregas, são ninfas que se transformaram quando eram perseguidas pelos Deuses. São animais fugidios, oleosos, impossíveis de agarrar. Simbolizam o medo de se dar e a falta de amor. Agora, percebo essa tua preferência por sushi e a maneira estranha como bates palmas, sem afastares os pulsos.
Publicada por OMal às 02:15
Link do post | Adicionar aos favoritos

DO BAÚ DO ANIMAL I - SÓ *

Os abutres fizeram um ninho mesmo à minha porta. As trepadeiras invadiram a casa de banho através dos orifícios do chuveiro. Uma nuvem poisou na clarabóia. As aranhas alcatifaram todo o chão. O frigorífico transformou-se num casulo. As serpentes vieram e acasalaram com as molas do colchão. O carteiro pôs um cadeado na caixa do correio. Os vizinhos fizeram um espantalho na antena de televisão, cobriram a casa com um lençol branco e cegaram a campainha da porta. Desde que te foste, sinto-me só.

 

*versão adaptada e encurtada para evitar maiores vergonhas

Publicada por OMal às 02:05
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 14 de Novembro de 2008

PARA NÃO FICAR A SENSAÇÃO QUE EU FUJO ÀS CRÍTICAS


Um dos grandes problemas do cinema português está na incapacidade de criar personagens. Para além de sexo e de polémicas futebolísticas, não há nada que leve o espectador comum a gastar cinco euros em cinema português. O sub-texto e a contemplação social é muito interessante mas muito pouco para uma arte que tem demasiadas contas para pagar. Há muitos anos que não nascem, nas salas portuguesas, personagens dignas desse nome. Portugal precisa de um John McClane ou de um Vincent Vega. Pois, meus amigos, com as devidas distâncias, Chico Silva e Fuentes são o mais perto disso que o cinema nacional deitou cá para fora nos últimos tempos.
Arte de Roubar é mais do que um exercício de estilo tarantinesco. É uma comédia negra bem representada, bem filmada e tecnicamente muito interessante, mas acima de tudo um filme de personagens. É um filme recheado de carisma. Um filme onde seguimos a narrativa porque os personagens nos obrigam. Porque nos identificamos com eles e não queremos que nada de mal lhes aconteça.
J.B. Martins, CineBlog
(é uma pessoa importante e podia estar a escrever isto no Expresso)

No caso de Arte de Roubar, trata-se de fabricar um fingimento estético que nem sequer demonstra qualquer atenção às eventuais emoções das suas personagens. Na melhor das hipóteses, o filme consegue reproduzir o look paródico de alguns anúncios de bebidas alcoólicas que exploram os clichés do submundo (o que não leva a lado nenhum). Para além disso, não havendo nada de vivo para representar, é penoso assistir ao beco sem saída para que são empurrados os actores, incluindo profissionais tão talentosos como Ivo Canelas ou Soraia Chaves.
João Lopes – em diversos  locais e sem tempo para ir ao cinema.


De facto, tal como nos clássicos de Tarantino, n´«A Arte de Roubar» o telespectador é induzido a sentir um conflito interior, dando consigo a simpatizar com os marginais que protagonizam a narrativa, devido ao modo como a sua dimensão humana se releva no desenrolar dos eventos.
É uma história divertida, imprevisível a cada instante, de ritmo cavalgante, muito bem filmado nas paisagens da Península Ibérica e com uma banda sonora notável. O público português irá certamente apreciar este filme arrojado, com uma ousadia que cai deliciosamente. Só falta, agora, é perceber como digere a obra este povo de brandos costumes.
Pedro Resendes - Diário Digital (um jornal moderno!)

 

Leonel Vieira confessava-se há dias "fã devoto de Tarantino e dos irmãos Coen", e com certeza por lapso não mencionou Robert Rodriguez. Mas nem era preciso, o seu novo filme, "A Arte de Roubar", fala por ele.
Um "pastiche", se quisermos utilizar uma expressão simpática, ou, se não quisermos, um simplório repositório (muitos tempos mortos, nenhum espírito de economia, diálogos péssimos) dos elementos que se costumam encontrar com mais saliência na superfície dos filmes daqueles cineastas - acção e gangsters, personagens verborreicas, intrigas cheias de alçapões.
Luís Miguel Oliveira (PÚBLICO - mas está a Recibos Verdes)

 

Publicada por OMal às 23:26
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

POST 300!

Na Madeira, um deputado do ex-partido de Manuel Monteiro, mostrou um bandeira nazi no parlamento, numa comparação infeliz  e despropositada entre o regime de Alberto João  e o nazismo, e no dia seguinte foi impedido de entrar no parlamento por dois agentes da Gestapo.

Publicada por OMal às 05:04
Link do post | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

A BOLSA E A MÁ VIDA

Eu acho mal a nacionalização do BPN. Acho mal que o BPN passe a pertencer à Caixa porque mudar de Banco também não é assim uma coisa tão simples. As parecenças de um Banco com um clube de futebol são muitas, a excepção são os salários de miséria dos jogadores de topo. Para muitas pessoas o seu banco é como o seu clube. Cada um tem as suas cores. Há pessoas que são do BPN desde pequeninos...por isso é que foram enganados. Mas está mal feito. Eu não sou contra nacionalizações mas, a  nacionalizar alguma coisa, eu nacionalizava o Miguel Cadilhe que tem mais dinheiro que o banco. Eu li que o Miguel Cadilhe vai sair do BPN com 10 milhões de Euros. Vamos ver…vamos ver o que é que os snipers decidem.  Eles é que sabem se têm bom ângulo para disparar ou não. 
Mas que raio é que se passa com os bancos?!  Fui levantar dinheiro a uma caixa do BPN e deram-me vinte euros em pastilhas. Ainda há um ano, dizer que era do Banco x era um respeitinho, agora, têm o nome nas ruas da amargura. O meu amigo António Feio anda escondido porque andou por aí a dizer, na televisão, que era dono de um banco.  Não admira que haja tantos assaltos a bancos. Se calhar não são assaltos, são gatunos que vão visitar a família.Eu vivo assustado só de pensar que essa gente; que dirige os bancos, sabe o meu pin e onde eu moro.  E depois, temos o Banco de Portugal. Desde que tiraram o cão guia ao Constâncio ele nunca mais foi o mesmo. Os bancos fazem as maiores aldrabices e ninguém dá por isso. Eu estou convencido, que se os balcões dos bancos tivessem rodas e um motor de cento e tal cavalos, podiam fazer ultrapassagens em riscos contínuos; com o colete amarelo pendurado num dos pneus, e descer o túnel dos Estados Unidos da América a cento  e noventa, e atirar fruta aos radares, que ninguém os multava.
Se me atraso no pagamento da casa, um dia que seja, o banco envia-me uma carta no dia seguinte, paga por mim, a mostrar como eu sou feio e como aquela morada lhes pertence. Eu só queria que o Banco de Portugal, onde eu também tenho conta, estivesse de olho neles como eles estão de olho em mim.  Se eu levanto dinheiro para um chupa eles sabem, se eles compram meia ilha nas Bahamas, ninguém dá por isso.   A minha sugestão é: pôr essa gente no banco de Portugal; que também não tem muito para gamar; porque eles sabem fiscalizar  e pôr a malta do banco de Portugal nos bancos privados; só para ter o prazer de vê-los de boca aberta; e ar de espanto; quando lá chegarem e descobrirem as falcatruas que é possível fazer com uma coisa, tão sem jeito, como o dinheiro. "Olha o que eles fizeram nas Ilhas Caiman. Que bonito. Têm palhotas feitas com notas de quinhentos euros. Fica cómodo."   

Publicada por OMal às 18:24
Link do post | Adicionar aos favoritos
Domingo, 9 de Novembro de 2008

TIRE O APELIDO E PASSE PELA MÁQUINA

"Omar Bin Laden partiu este sábado de regresso ao Cairo ao ser expulso de Espanha. Fontes do Ministério do Interior disseram à agência noticiosa espanhola EFE que o filho do líder da Al-Qaida partiu num voo comercial do aeroporto de Barajas para a capital para a capital egípcia …” – faz um bocado confusão imaginar o filho de Bin Laden a fazer compras num freeshop de um aeroporto. Quanto mais não seja, porque pode estar a comprar uma prenda para o pai. Eu imagino a cara do polícia que lê os passaportes. Aposto que a máquina apitou só de ler o nome. E a viagem deve ter sido desagradável. – C-3, é aqui. Senhor Bin Laden, o seu lugar é do lado da janela sobre a asa, e este casal de madrilenos; de luto, se não se incomodam, têm que se chegar um lugar para cá -, eu só espero que eles não o tenham deixado levar bagagem de mão.
 

Publicada por OMal às 03:26
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008

POST PARA TAPAR UM POST


Quem é que daqui votou Obama? Ninguém. Mas aposto que se pudessem iam votar. Não era? Pois era. Eu aposto que se, de repente, os Estados Unidos decidissem que nestas eleições, para além dos americanos,  também podiam votar os portugueses, ia ser uma corrida ás urnas que era uma loucura. Epá, eu já nem sei onde é que tenho o meu cartão de eleitor. Já não o uso há oito anos, mas desta vez tenho que ir votar, pá. Obama, pá! Ganda pinta!  - Deviam ter vergonha. Assistir às eleições americanas pela CNN tem muito pouco a ver com aquelas noites chatas de eleições em Portugal, quanto mais não seja porque, o srº Rui Oliveira Costa nasceu e vive cá e tem uma empresa de sondagens e, para ele, eleições é Natal. Quem dá ao Oliveira e Costa uma sondagem à boca da urna é como se lhe desse um trenó com renas que voam. Freguesias tipo, para o Rui,  são duendes cintilantes e caixas mágicas.  Ai, Rui.  Um conselho, para teu bem, não pegues nessa tua empresa e não te lembres de fazer uma sondagem para saber se as pessoas acham que: O Rui é ligeiramente chato, sim ou não? Tu não faças isso! Adiante. As eleições na CNN são espectaculares. Só para verem de que é que estes meninos são feitos: eles têm uma espécie de máquina do filme “Guerra das Estrelas” e essa maquineta permite que os jornalistas, e comentadores, apareçam em holograma no estúdio. Aparecem em três dimensões como se fossem reais.  Se eu tivesse um aparelho daqueles em casa podia tomar banho com a Fátima Campos Ferreira, podia ter um cabide na entrada com o Júlio Isidro e podia pôr um Pacheco Pereira na minha quinta para espantar os corvos.

Publicada por OMal às 19:14
Link do post | Adicionar aos favoritos

A MINHA OPHELINHA

Esta semana, na TV GUIA, José Diogo Quintela, sobre o primeiro email que me enviou na vida;e que eu avisei que ia publicar, afirma: "o que está na internet faz parte de uma correspondência que deveria ter sido mantida privada." Eu gostaria de esclarecer o ZDQ que, se se trata de correspondência, convém que ele saiba que a minha morada não é - fwd: mando isto para o cagabolas? aceitam-se sugestões! - é que estás a complicar a vida ao carteiro.  

Publicada por OMal às 18:36
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

DIA O

A histórica madrugada de ontem terminou com o discurso do Obama em que ele deu forma ao "Yes We Can" no exemplo de uma mulher de 106 anos que foi votar naquele dia levando consigo o cartão de eleitor e o testemunho dos últimos cem anos da história dos EUA. Uma mulher que viu o pai viver o final da escravatura e que agora vai votar num negro para presidente dos Estados Unidos, convencida que Obama é a sua filha que foi às compras há cinquenta anos e nunca mais voltou, mas isso não é importante.

Publicada por OMal às 05:07
Link do post | Adicionar aos favoritos

OS REMEDIADOS QUE PAGUEM A CRISE

"O Miguel Cadilhe vai sair do BPN com 10 milhões de Euros." Vamos ver…vamos ver o que é que os snipers decidem.  Eles é que sabem se têm bom ângulo para disparar ou não. 

Publicada por OMal às 04:10
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008

YES WE CAN!!!(NÃO QUIS ARRISCAR UM TROCADILHO)

Já está! Estamos nos oitavos de final da liga dos Campeões!

 

ps - E o Obama ganhou!!!!!!!!! 

Publicada por OMal às 04:17
Link do post | Adicionar aos favoritos

CRÍTICA DE CINEMA BY CORREIO DA MANHÃ

in CM - ‘Arte de Roubar’ estreou na segunda-feira no São Jorge, em Lisboa, filme realizado por Leonel Vieira e que reúne no elenco Soraia Chaves, Flora Martinez, Enrique Arce, Ivo Canelas, entre outros. Leonel chegou na companhia da namorada, a actriz Mafalda Pinto, e contou com a presença da ex, Marta Leite de Castro. Soraia Chaves, apesar de não falar de uma relação, evitou estar na presença de Tiago Santos, seu suposto namorado."

Publicada por OMal às 02:00
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

MARQUISE DE ESTADO

Dona Ferreira Leite, em entrevista ao DN, afirma que sempre foi muito amiga do Professor Cavaco Silva e que entrava na casa dele sem precisar de ser convidada. Acho isso muito feio da parte dela porque não se entra assim em casa de ninguém. Quanto mais não seja, porque os donos da casa podem estar a fazer aquilo que é o objectivo do casamento.

Publicada por OMal às 05:32
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sábado, 1 de Novembro de 2008

THE SWEET HEREAFTER

Hoje, sinto-me demasiado eufórico e confiante. Acho que vou voltar a abrir a caixa de comentários. 

Publicada por OMal às 01:14
Link do post | Adicionar aos favoritos

UM, DOIS, ESQUERDO, ESQUERDO!

Ontem, eram dez da manhã quando cheguei ao Largo do Carmo para tomar um café. Não o cheguei a acabar, porque, para além de um frio de rachar, sentia-se no ar um descontentamento militar que não dava para aguentar.

 

ps- Cuidado, porque da última vez que os militares portugueses se chatearam acabaram a enfiar cravos nas G3. E não há nada pior que levar com uma rajada de cravos. Uma rajada de cravos é coisa para matar um tigre de papel. 

 

Publicada por OMal às 00:12
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2008

SETE PALMOS DE CARA


Esta noite celebra-se (eu tinha escrito "celebrasse", mas avisaram-me...... eu sou bom é a Matemática)   o Dia das Bruxas por esse mundo fora e em nove lares em Portugal. O Dia das Bruxas não tem tido muito êxito no nosso país  porque se perderam os velhos rituais como, por exemplo:  a queima das bruxas.  Há muito, muito tempo quando quem mandava era a Santa Inquisição, a esta hora, estavam a juntar madeira para fazer uma fogueira no Marquês de Pombal para queimar bruxas vivas. E não havia divisões. Não havia nem Benfica nem Sporting, as pessoas juntavam-se no Marquês, e era tudo do mesmo clube, que era um clube que gostava de queimar bruxas vivas. Eram outros tempos. Hoje, se a Maya fosse queimada viva no Marquês tenho a certeza que as opiniões dividiam-se.  Voltando ao ponto de partida. Em Portugal, o Halloween não tem sido muito bem acolhido, excepto em algumas franjas da sociedade;  que vê com bom agrado a ideia de ter uma criança a bater-lhes à porta a pedir gostosuras ou travessuras (ou ambas). Não adianta encher as montras com abóboras a fazer de monstros, porque os portugueses olham para aquilo e pensam em sopa. Que bela sopa que a minha mãe fazia com aquela abóbora. Se há coisa que os portugueses não acham graça é a brincadeiras com comida. Olhem, por exemplo: a Carmen Miranda, que por causa do chapéu teve fugir para o Brasil.  E nós também não gostamos de misturar mortos e festa. Em muitos países a seguir a um enterro há comes e bebes, em casa da família do que bateu as botas. Coisa impensável para nós -  "A Tia Marília morreu e eu estou cheia de vontade de comer um bacalhau com natas". Ou: "passa-me aí a bavaroise de manga que eu ainda não consigo acreditar que o primo Lacerda já não está entre nós." O que faz sentido, para nós, é o som do ranger de uma carpideira e não pessoas a bater com talheres. A morte é uma coisa muito séria e para O efeito já temos o Dia de Finados. Que é um nome tão bonito. Muito melhor que o Dia dos Que Bateram a Bota. Ou o Dia dos Que foram Fazer Tijolo. Dia de Finados é suave. Parece que acabou a pilha às pessoas. Ou que fecharam para balanço eterno. É um bocado como o Volto Já  que está nas portas de lojas que faliram.  E no dia de finados o que é fazemos? Vamos ao cemitério, porque fica num jardim muito bonito com crianças, pandas e balões. Ui, nem pensar! No cemitério não entram pessoas com sinais exteriores de felicidade.  Pessoas que estejam constipadas e que calcem mais de 47 estão proibidas de entrar porque podem ser confundidas com palhaços. Flores no cemitério só daquelas meio murchas, mal cortadas e enfiadas em jarras de casquilha deprimente. Em Portugal, todos os cemitérios têm um homem, muito feio, cuja missão é cortar todo o vegetal que nasça e tenha uma cor diferente de cinzento. Portanto, senhores que vendem aranhas, teias, bruxas, fantasmas e outros produtos do género,  o melhor que têm a fazer é colocar uma placa por baixo das bruxas a dizer – és a minha bruxinha,. E na teia de aranha, podem colocar – Que saudades tuas. Esta noite é que é!-  e assim sucessivamente e despachar a mercadoria em meados de Fevereiro.

Publicada por OMal às 22:34
Link do post | Adicionar aos favoritos

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE XI

"Eu acho muito bem os contentores. Não sei nadar e sou a favor de tudo o que evite que eu possa cair à água"

Publicada por OMal às 03:39
Link do post | Adicionar aos favoritos

NÃO TINHA TECTO NÃO TINHA NADA


"Então tu, no Mal Está Feito, não falas nas casa da Câmara de Lisboa?! Não me digas que é porque te ofereceram uma?! Tu não gostas é de polémicas!" -  isso é coisa que se diga?! Quer dizer... realmente, no tempo do Jorge Sampaio, ofereceram-me uma janela de alumínio, e ficaram de me dar o resto, e nunca mais me disseram nada, De vez em quando, ainda vou à janela espreitar  para ver se vem lá alguém da câmara, mas até hoje nada. Resumindo: tenho uma janela de alumínio, nas Laranjeiras, que ninguém quer arrendar. Mas eu concordo que ofereçam casas a pessoas como o Baptista Bastos, porque são pessoas que têm muito mau feitio e quanto mais tempo passarem em casa, e menos na rua, melhor fica servida a cidade.  Imaginem que ele não tinha onde morar e andava por ai, pela rua,  a prometer pancada a toda a gente. Além do mais, em termos estéticos, não faz sentido esta cidade ter um sem abrigo que usa laço.  E é preciso ter em conta que dar casas a artistas faz  com a câmara poupe uma fortuna naquelas placas que dizem –  Nesta casa  morou o artista plástico Joel Samagaio – porque, como a renda é baixa os artistas ficam a morar por ali em vez de andarem de casa em casa (os artistas têm tendência a esquecer o dia do pagamento da renda) a gastar placas. 
Se a lista de pessoas que receberam casas  é em grande parte constituída por artistas, ponho o dedo no ar porque é isso que diz nos meus recibos verdes. Portanto, a minha ideia não era uma casa para habitar, era mais uma coisa tipo timesharing com a Torre de Belém. Eu ficava lá a passar férias na segunda quinzena de Julho. E a primeira quinzena de Agosto, ficava então no Cristo Rei,  se até lá pusessem a prancha de saltos. O que é que vos parece? Vejo que a Helena Roseta não está com boa cara? É mesmo assim E o Zé?  E eu queria aproveitar para pedir se me alugavam, simbolicamente,  nem que fosse, um pequeno jardim em Alcântara. Porque depois vem aí o Santana Lopes e então de certeza que se acaba a rebaldaria...se calhar, com o Santana Lopes, também há hipótese de despejarem o Baptista Bastos para darem a casa à Paula Bobone; com a condição dela só estender a roupa dentro de casa. Agora vou par a cama, da casa que eu ando a pagar,  com a certeza que alguém vai estar atento ao meu pedido e, no mínimo, amanhã já tenho uma estação de metro com o meu nome. – Próxima estação – Quadros - com ligação ao Senhor Roubado.

Publicada por OMal às 03:04
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 30 de Outubro de 2008

AGORA QUE A ROUPA JÁ ESTÁ LAVADA E A SECAR

 

Afinal, quem é uma tal de: Sarah Palin, candidata a vice-presidente dos Estados Unidos, pelo Partido Republicano, de quem tanto falam as pessoas que se interessam pela política americana e as pessoas que desmontam esquentadores e, não raras vezes, as pessoas que têm as duas características. Para começar, é gira. Se eu fosse trinta anos mais novo, e cego de um olho, não me escapava. Ora, esta senhora, quando era mais nova,  jogava basquetebol e era tão agressiva que lhe chamavam “Sarah Barracuda”. Actualmente, faz parte de um grupo anti-aborto, é contra os casamentos homossexuais e contra a generalização dos  divórcios, e a sua nova alcunha é: Sarah Ferreira Leite.
A senhora é, ainda, a favor do porte pessoal de armas de fogo, defende a pena de morte,  caça alces, ursos e lobos; muitas vezes utilizando um helicóptero; e  consta que faz foquinhas fritas de rabo na boca com arroz de olho de bambi que é uma delícia. Ufa! e também defende o fim das zonas de protecção animal no Alasca para poder perfurar petróleo, e a Guerra no Iraque, o criacionismo ensinado ás crianças e a proibição de alguns livros nas  bibliotecas –  esta senhora é uma besta! O que é louvável. Temos que ser sinceros, contam-se pelos dedos de uma luva de borracha, daquelas de lavar loiça, as pessoas que têm coragem para  ser tão politicamente incorrectas como esta madame. Com um curriculum destes, McCain e Sarah Palin não são dupla para comandar os destinos dos Estados Unidos mas podem muito bem ter sucesso nos campeonatos americanos de Wrestling. Já o Obama, para a pancada parece fraquito. Um bocado do género – Já chega! vou para casa que rasguei as calças nos joelhos.

Publicada por OMal às 22:02
Link do post | Adicionar aos favoritos

DIREITO DE RESPOSTA E CONTRA RESPOSTA - UMA NOVELA

Na sequência de um post (vocês sabem qual) recebi um mail do Zé Diogo Quintela, que não foge com o rabo à seringa e responde ao que escrevi. Aqui está o mail, bem como a minha resposta:

 

de: Zé Diogo Quintela
Título - mando isto para o cagabolas? aceitam-se sugestões

João, Vi um post no teu blog em que te referias a mim sem dizer o meu nome e acho que te devo esclarecer em relação a um ou dois pontos.
1 - Quando dizes "Eu sei bem o que isso é porque já vi um sketch meu (Incorrigíveis do Sapo) ser proibido pela direcção das PFs, por conter referências a um dos Gato. Custa muito esta constante censura a que os pobres guionistas de humor estão sujeitos.", parece que eu tive alguma coisa que ver com isso, o que não é verdade.
Só soube disso a posteriori e não concordei com a decisão tomada.
Aliás, tenho muita curiosidade em ler o tal texto e as referências. Tenho a certeza que são muito engraçadas. Sempre gostei do teu humor e tenho pena de não o conseguir acompanhar como gostava.

resp- Está bem claro no post que foi a direcção das PF que censurou o sketch
Que pena não me teres enviado um mail com essa discordância e, presumo,  indignação, como desta vez.  Podias ter usado o teu pequeno poder para tentar que isso não acontecesse.  Quem sabe conseguias convencer o Nuno.  Mas, ainda bem que já esclareceste  (e confirmaste) um dos pontos – fui censurado pelas Pfs.
Eu tenho o texto (eu guardo tudo) e posso enviar-te
E eu também gosto do teu e tenho acompanhado



2 - Depois dizes "Para verem o que nós, que escrevemos humor, sofremos, imaginem que: depois de cinco anos a escrever, semanalmente, o Visconde para o jornal A Bola, houve uma reunião de emergência, de uns indignados comediantes, e tudo acabou duas semanas depois de ter escrito esta entrevista". A não ser que o teu pedido aos leitores seja literal e queiras mesmo que imaginem algo que não aconteceu, estás a mentir.
Nunca houve reunião de emergência na Bola por causa da tua crónica. Nunca nos queixámos à Bola por causa do que escreveste. Não sei porque é que a tua crónica acabou,

resp - Não falo em reunião de emergência no jornal A Bola,  a reunião foi nas PFs, na qual o Nuno encenou um telefonema para mim, em que mostrava o seu descontentamento,  e o vosso, e que na realidade nunca foi feito ( que maravilha!). Porque o Nuno já tinha lido a entrevista; uns dias antes.  Eu informei as Pf que ia escrever o tal espeto, para que não houvesse surpresas, e  ele pediu-me se ia lá mostrar às Pfs.  Eu fui até lá, mostrei o texto; avisando desde logo que não iria fazer alterações. O Nuno leu, o P  também e o R também e  todos disseram que eu ainda devia ter ido mais longe. Especialmente o simpático Nuno.   Eu expliquei, que nunca iria pôr nada sobre vocês que tivesse a ver com  o meu conhecimento pessoal. Tudo o que ali estava escrito era público e podia ser escrito por quem apenas conhecesse os Gato do que diziam e faziam publicamente - O Nuno,  dias mais tarde, disse-me que eu tinha exagerado!!! e que vocês estavam muito chateados com A Bola por ter publicado  a entrevista. E que ainda ia sobrar para mim.

3…mas se tiver que adivinhar, suponho que seja porque nós os 4, no fim de 2005, a caminho da RTP, tenhamos decidido terminar com uma série de trabalhos (também deixámos o programa do Herman), para dedicarmos toda a nossa atenção à RTP. Era o mínimo que podíamos fazer, tendo em conta a importância e os valores envolvidos no contrato. - 

resp- ADIVINHASTE ! a mim,  a justificação que me deram é que  vocês estavam proibidos pela RTP de escrever para outros lados; o que eu estranhei, pois, pouco depois, o Góis escrevia para o Record e o Ricardo para a Visão.

4 Julgo que o Vítor Serpa terá aproveitado essa altura para remodelar o conceito das crónicas humorísticas, uma vez que não faria sentido haver uma personagem sportinguista sem o lampião e a tripeira. Julgo até que tenhas sido convidado pelas PF para participar no projecto que nos veio substituir, mas posso estar enganado.

resp- Fui sim senhor, por menos de metade do valor que ganhava e passando a trabalhar para ás Pfs em vez de free-lancer, como eu era na altura (e hoje)  E, até hoje, ainda estou à espera de um telefonema da Bola para me avisarem que a crónica acabou. Porque quem me deu a notícia foi o Nuno Artur.

5- Nunca quisemos acabar com a tua crónica. A prova disso é que, meses antes, o Vítor Serpa me abordou para te substituir como cronista do Sporting, pedindo-me para criar uma nova personagem.  Sucede que, na altura, tinha ouvido comentar nas PF que tu estavas a atravessar uma situação familiar complicada, e não aceitei. O Vítor Serpa poderá confirmar-te isto, ele lembra-se bem e sabe que foi essa a razão da minha recusa.

resp-  O Vítor tem muita classe! Pensei que a tua recusa tinha a ver com o tal muito trabalho que tinhas na altura,  mas presumo que tenhas chegado à conclusão, que o Vítor te estava a convidar porque as Crónicas da Dona Vitória tinham muito mais graça que as do Visconde (e não por tu seres um dos Gato)  e que eu já sabia desse convite. Se, realmente, foi um mês antes, é pena que quase tenha quase coincidido com um mail do Vítor a dar-me os parabéns pelas minhas crónicas, que apesar de demasiado anti-benfiquistas, tinham muitos e cada vez mais leitores.  Ainda bem que tu és um indivíduo sensível; já desconfiava, mas a sensibilidade do teu colega do  - vão ter que ir procurar trabalho - deixa-me ensopado em lágrimas. O problema, daquela última frase (do Ricardo e do Góis), é que diz que é uma espécie  de “human stain”.


Aliás, voltou a falar-me do assunto quando me convidou para escrever a minha crónica actual. Só conto isto porque, com este post, estás a difamar-me, a mim e ao Ricardo, Tiago e Miguel. Assim, ficas a saber. Se fosse para te tramar, acredita, já te tínhamos tramado há mais tempo.

Essa foi à Sócrates vs Público. Sim, que horror!  imagino que, além de me tirarem o trabalho, ainda me teriam cortado o órgão sexual só com o olhar.

Também nunca te censurámos ou tentámos fazê-lo. Nem sei porque é que pensas que o faríamos.
Abraço Zé Diogo

 

Terei as minhas fantasiosas razões.
Outro abraço,

João Quadros


ps - é verdade, Zé Diogo. A próxima vez que me enviares um mail (como este foi o primeiro podias não saber) agradeço que evites o cagabolas e outras coisas que tais, para não termos de nos chatear; logo nós que nos damos tão bem. E venham de lá essas  acusações de difamação. Eu estou cá para elas, com a minha memória, os meus pequenos apontamentos e a minha vontade de cagar, não só em cima de bolas mas também, nos locais apropriados.

 

Publicada por OMal às 15:21
Link do post | Adicionar aos favoritos

MAIS UMA TENTATIVA

Aproveito que há visitas, para perder mais algum tempo com o assalto de que foi vítima o estimado Miguel Sousa Tavares. Digo estimado, porque o ladrão que assaltou a casa disse que estava tudo em óptimas condições. Estou a brincar. Mal e porcamente, mas estou.    
Entretanto, o Sousa Tavares fez um apelo para que lhe devolvam pelo menos o conteúdo de alguns ficheiros.  Eu acho que esta coisa, de pedir ao ladrão: “ao menos devolva-me os ficheiros do meu livro e das minha peças” –  é uma atitude muito portuguesinha, daquelas que o Miguel costuma criticar, porque o que ele pede é que: o ladrão coloque os seus ficheiros numa pen coisa que ele não foi capaz de fazer durante meses. Mas vamos lá analisar o desaparecimento do computador do Miguel sem recorrer a cães ingleses especializados em odor a Bestseller.  Quem é que terá entrado no escritório da casa do Sousa Tavares? e que, segundo o próprio: “ só levaram  o computador e um telemóvel quando, por exemplo, havia uma salva de prata e ninguém a levou.“ Realmente, que estranho... Que motivo poderá levar um ladrão a não querer levar uma espectacular salva de prata; que ficava tão bem em cima da lareira lá da barraca, e optar por roubar um misero computador e um telemóvel. Deve ser o mesmo tipo de ladrão que assalta um banco e leva o dinheiro em vez dos carimbos do caixa. Já temos perfil do maluco.

Publicada por OMal às 00:08
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 29 de Outubro de 2008

UM POST SÓ PARA QUEBRAR O GELO


Já li a entrevista de José Rodrigues dos Santos à revista Visão. Parabéns para a fotografia da capa, que é muito boa. Apesar de se notar que, devido ao problema do espaço ( A Visão não é vendida em tamanho A-2), tiveram que optar por mostrar apenas uma orelha.  O José Rodrigues dos Santos, nesta entrevista,  revela que tentaram matá-lo em Timor. Ui! Em Timor?! Grande coisa, eles fazem sempre isso. Mal chegamos ao aeroporto, tentam matar-nos e a seguir tentam convencer-nos a comprar-lhes sandálias. É um costume deles. Mas, a grande revelação do Zé, é que já esteve na Antárctida! e teve de usar luvas, óculos e  um barrete (e dois termo-acumuladores em cada orelha) porque, diz o José, na Antárctida fazia, imaginem – até dez graus negativos! -  Ui! Dez graus negativos na Antárctida, eu imagino o frio que não estaria nas Penhas Douradas. Dez graus negativos na Antárctida, que horror! aposto que não dava para entrar na água mais que a cintura. Ai, Zé, Deus te proteja a ti  e às pessoas que praticamente não têm orelhas. Beijos no tímpano.     

Publicada por OMal às 20:23
Link do post | Adicionar aos favoritos

O LONGO ESFÍNCTER DA CENSURA


O sketch dos Gato Fedorento sobre o Magalhães (elevado a eucaristia) foi alvo de vários protestos de católicos. Não há nada mais gostoso que tentar impor os nossos limites ao humor dos outros. Eu sei bem o que isso é porque já vi um sketch meu (Incorrigíveis do Sapo) ser proibido pela direcção das PFs, por conter referências a um dos Gato. Custa muito esta constante censura a que os pobres guionistas de humor estão sujeitos. Para verem o que nós, que escrevemos humor, sofremos, imaginem que: depois de cinco anos a escrever, semanalmente, o Visconde para o jornal A Bola, houve uma reunião de emergência, de uns indignados comediantes, e tudo acabou algumas semanas depois de ter escrito esta entrevista: 

VISCONDE NO ESPETO COM OS GATOS - JORNAL A BOLA - (23 de Julho de 2005)

Estava a contar as moscas que; qual nave Colombia, explodiam em luminosos pedaços quando entravam na atmosfera do meu mata-moscas eléctrico, quando entram pela porta; do meu mui afamado restaurant, os tão famosos -  Gatos Fedorentos - que coxeavam ligeiramente devido a ausência de um dos seus membros.
Ricardo Pereira: Queríamos três frangos, faz favor. Ainda bem que o encontramos, senhor.  Estávamos um bocado à nora porque hoje ainda não demos nenhuma entrevista. Mas antes de mais nada gostava de dizer que eu não sou actor. Nós somos gente modesta, sem pretensões. O facto de termos mudado para sempre o humor mundial não significa que somos uns génios como quase toda a gente diz por aí.      
Visconde: Pois.
Gato Fedorento 4: A maior parte da escrita de humor não foi inventada por nós. Charles Dickens, na sua grande obra - Great Expectations - recorria a ferramentas da escrita humorística.   
Visconde: Este rapaz tem muita graça. Foi este que ficou logo à frente do Herman na votação da revista do 24 Horas?
Ricardo Pereira: Foi.
Visconde: Vê-se logo.
Ricardo Pereira: Esse top é um bocado parvo, nós nem somos actores. Esse top só serve para ficarmos a saber a qual de nós é que as pessoas acham menos graça. Nós nem somos actores. Nós gostamos é de sentir que as nossas palavras provocam reacções nas pessoas.  
Visconde: Isso é simpático da sua parte. Sabem que felizmente há muito tempo que não tinha três lampiões no meu categorizado restaurant. A última vez que cá estiveram três benfiquistas foi aqui há uns meses, quando apareceram aí  o João Pereira, o Chalana, o Moreira e o Miguel.
Ricardo Pereira: Vou responder a essa ofensa, primeiro numa voz fininha e depois no meu tom de voz normal.
Visconde: Eu já vi isso em qualquer lado.
Gato Fedorento 3: Deve ter sido no nosso sketch do Homem que Sabe Tudo Sobre Vaginas.
Ricardo Pereira: Eu já lhe disse que nós não somos actores?
Visconde: Já sei! Podem não ser actores mas são excelentes tradutores. Isso de responder com vozes diferentes está no Sketch 1 – Face The Press – do espisódio 14 dos Monthy Python’s  Flying Circus.
Ricardo Pereira: Nós, que nem somos actores, gostamos muito dos Monthy.
Visconde: Eu já tinha reparado nisso. Porque vocês até lhes fizeram uma homenagem quando começaram os vossos espectáculos a vender Kunami fresquinho em vez do Albatroz! Que é o que os Monthy faziam no seu espectáculo ao vivo e no terceiro sketch do episódio 13.   É o mesmo episódio que tem o polícia que se veste de mulher e se quer vestir de mulher.
Gato Fedorento: Nós gostamos mesmo muito dos Python. E do Big Train que tem uma cena fantástica com uns tipos que se masturbam no escritório e ...
Ricardo Pereira: Piiiiiiiiiiiii! Acabou o teu tempo.
Gato Fedorento 4: Charles Dickens dizia que estava a chover quando estava a chover, que é uma forma suprema de ironia...
Ricardo Pereira: Piiiiiiiiiiiii! Acabou o teu tempo.
Visconde: Pois. Já vi o vosso sketch do adepto benfiquista. Está muito giro mas é um bocado lisonjeiro. Mas o vosso Sketch que eu mais gosto é aquele do Ministério do Silly Walks. Do tipo que tem um andar esquisito.
Ricardo Pereira: Mas nós não fizemos esse.
Visconde: Mas vão fazer de certeza. E vai ficar bem.
Gato Fedorento3: Já fizemos foi um tipo que entra ao pé coxinho para renovar a licença de poder andar ao pé coxinho na rua. É um bocado parec...
Ricardo Pereira: Piiiiiiiiiiiii! Acabou o teu tempo.
Visconde: Vocês agora estão sem clube. Quer dizer, sem canal de televisão.
Ricardo Pereira:     Andam todos os canais atrás de nós, vá lá saber-se porquê, eu não acredito que seja só porque triliões de pessoas nos acham o máximo, mas o que eu gostava mesmo era de ir para o Canal Benfica.
Visconde: Eu percebo. É um grande desafio.  Não há cá – Preços Certos em Euros ou “Morangos com Açúcar”, no Canal Benfica a concorrência em termos de comédia vai ser terrível.
Ricardo Pereira: E nós nem somos actores.   Eu já lhe disse que eu não sou actor?
Visconde: Já.
Ricardo Pereira: ...e que nós somos muito modestos e sabemos quão insignificante é a nossa obra?
Visconde: Já!!!
Gato Fedorento 4: O Dickens também era algo repetitivo e...
Ricardo Pereira: Piiiiiiiiii!

 

PS: e para que eu não ficasse com dúvidas sobre quem eram os autores de tão nobre gesto (e do seu incomensurável poder), a última crónica do Zé Manel (escrita por dois Gato e cujo apressado fim levou à extinção do Visconde) terminava com, e passo a citar: acabam aqui as crónicas do Zé Manel, uns vão ficar tristes, outros menos e ainda há outros que vão ter de ir à procura de trabalho. 
 

Publicada por OMal às 17:33
Link do post | Adicionar aos favoritos

CALMA! EU TENHO TRABALHO...mas quero mais

Todos os dias úteis, e não só, na TSF.

 

E vem aí o livro...

Publicada por OMal às 03:49
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

O MEU REINO POR UM DENTE DE CAVALO

Numa altura de crise financeira, quem é que vai à televisão dar pareceres? Os políticos, os economistas, os banqueiros; resumindo, o pessoal que nos meteu nesta alhada. É a mesma coisa que ir chamar os incendiários de Verão para vir dar um parecer sobre a falta de meios dos bombeiros.  Numa altura de crise, como esta, só deviam ir à televisão e a radio, dar sugestões,  aqueles que realmente podem ajudar porque são especialistas na matéria:os forretas. Os maníacos da forretice. Os tarados da poupança.  Se há uma pessoa que aproveita os fósforos; já usados no esquentador, para acender o fogão, onde está o Nobel da Economia? Se existem génios que desligam a lâmpada do frigorífico para não gastar electricidade e indivíduos que descongelam a comida dentro da caixa do autoclismo; para não desperdiçar água, e outros que cortam os caules aos frutos e hortaliças para pesarem menos na balança do Supermercado, essas pessoas têm de ter toda a nossa atenção. Como naqueles filmes apocalípticos em que temos que recorrer aos malucos ( um bom exemplo é a Música No Coração). Se, como li; e não quis acreditar,  há pessoas que: quando tomam banho e põem a água a aquecer, a primeira que sai, ainda fria,  vai para dentro de garrafões e outros que, apesar de calçarem 42, usam 44 com uma palmilha; porque esses números não se vendem e nos saldos têm descontos de oitenta por cento, estas pessoas têm que estar ao lado do Primeiro-ministro nesta época conturbada. Têm de estar com o nosso Primeiro, para lhe poder dizer: Senhor primeiro ministro, se o senhor em vez de correr por parques e jardins, corresse numa roda gigante, uma hora por dia, tínhamos energia para alimentar os Ministérios durante uma semana  sem gastar electricidade. Génios destes, têm que estar ao lado do António Costa, para bater o pé e dizer: "Lamento, mas em vez de luzes de Natal , este ano, vai haver pirilampos dentro de frascos de compota usados."
 

Publicada por OMal às 17:24
Link do post | Adicionar aos favoritos

A ARTE DE LEONEL

E agora, o cartaz! Pronto,  já só falta mostrar-vos o bilhete que; em princípio, é igual aos outros apesar da melhoria na qualidade do papel.

Dia 6!

Publicada por OMal às 14:26
Link do post | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 27 de Outubro de 2008

POR UM PUNHADO DE EUROS

Na entrevista, dada pelo Primeiro-ministro ao DN/ TSF,  podemos ver um primeiro-ministro confiante no rumo do país.  Mas, infelizmente, pela forma como todos estavam vestidos, a entrevista deve ter sido feita em Julho. Posto isto, vamos ao que interessa.

Se alguém tiver trabalho para um argumentista com: vasto curriculum, inimizades nas Pfs, serviço militar cumprido, carta de condução de pesados, licenciatura em Gestão Financeira, pós -graduação em Gestão de Recursos Humanos, melhor aluno a Matemática do I e II da faculdade e jeito para remendar canalizações e fazer rir crianças, favor contactar joaocquadros@sapo.pt. Aceita-se remuneração em espécie, desde que seja da minha. 

Junto segue curriculum; em letra usada por companhias de seguro.

DADOS PESSOAIS:
NOME: João Carlos Cardoso Joaquim Gouvêa de Quadros
DATA DE NASCIMENTO: 13--2--64
NATURALIDADE: S. Jorge de Arroios –- Lisboa
BI- 6513974 -30/07/01 - Lisboa
ESTADO CIVIL: casado
N. CONTRIBUINTE: 181539071
 HABILITAÇÕES LITERÁRIAS E OUTROS:
1992-- Licenciado em Gestão pelo Instituto Superior de Gestão. (melhor aluno a Matemática, média 18 valores)
1993 --  Pós-graduação em Gestão de Recursos Humanos.
1993-- Curso de Formação de Formadores em Recursos Humanos pelo CIDEC.
1994/ Explicador de Matematica I e II ano da faculdade
1994/95- Curso de Escrita Criativa, Aula do Risco.
2001/03- Sócio fundador, argumentista e director da empresa – Script Doctors, escrita de guiões.
EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL COMO GUIONISTA:
TELEVISÃO:
 Programas de Humor:
- Parabéns, Boião da Cultura e Herman Zap, RTP-1, Produções Fictícias (1995) 
- Trapalhões em Portugal,  SIC, Companhia das Ideias (1996)
- -Herman Total, RTP-1, Produções Fictícias. (1995) *Globo de Ouro para melhor programa de Entretenimento 96. 
- Entrevistas de Miguel Vital, “Ousadias” SIC, Produções Fictícias. (1996)
- Contra--Informação, RTP-1, Produções Fictícias. (1996, 1997, 1998) * Globo de Ouro para melhor programa de Ficção 96
- Contra-Euro, RTP--1, Produções Fictícias. (1996)
- Contra-Culinária, RTP-1,  Produções Fictícias. (1997)
- Herman Enciclopédia, RTP--1, Produções Fictícias, (1997) (1998) * 2 Globos de Ouro para melhor programa de entretenimento 98, 99.
- Herman 98, RTP--1, Produções Fictícias. (1998)
--Bar da Liga, para o Domingo Desportivo, RTP--1, Produções Fictícias. (1998) (1999)
- Não és Homem Não és Nada, RTP--1, Produções Fictícias. (1998) (1999)
-  Herman Sic, SIC, Produções Fictícias, (2000, 2001) * 2 Globos de Ouro melhor programa de entretenimento (2001, 2002).
- O Programa da Maria, SIC,  Produções Fictícias. (2000)
- Mulher Não Entra,  SIC. (2001)
- Não Há Pai, SIC,  Script Doctors. (2003)
- Levanta-te e Ri, SIC, Script Doctors. (2003)
- O Homem que Mordeu o Cão, TVI, Produções Fictícias, (2004) (co-autoria 3 ª série com Nuno Markl)
- Período, SIC Radical, (2005)
- Manobras de Diversão, Produções Fictícias, SIC (2004/2005)
- O Inimigo Público, Produções Fictícias, SIC (2005)    
- Palavras Para Quê… com Aldo Lima,  RTP-1, (2006)   
- HermanSic (textos Zé Manel Taxista) SIC, Produções Fictícias, (2006)
- Pior Que Estragado - Aldo Lima ao Vivo – RTP, (2006)
- Biqueirada – SIC Comédia, (2006) 
- Boa Noite Alvim – textos Jornal do Mal, SIC Radical (2007)
GALAS E ESPECIAIS:
- Gala da Sida--96, SIC, Associação Contra a SIDA. (1996)
- Ainda Faltam Três Anos Para o Ano 2000, programa de fim de ano SIC, TG Produções. (1996)
- Gala Nova Gente, RTP--1, Produções Fictícias. (1997)
-  Gala Jet 7, RTP--1, Produções Fictícias. (1997)
- A Noite Mais Badalada, programa de fim de ano RTP--1, Produções Fictícias. (1997)
- -Gala Internacional da Bola 98, RTP--1, Produções Fictícias. (1998)
- RTP 40 Minutos, RTP--1, Produções Fictícias. (1998)
- A Última Noite, passagem de ano RTP--1, Produções Fictícias. (1999)
-  Gala Internacional “A Bola”, RTP 1. (2001)
- Até Que Enfim 2004, passagem de ano RTP-1, (2003)
- Força Portugal, RTP-1, (2003)  
- Gala de Aniversário  TVI, TVI. (2004)
- Gala Globos de Ouro SIC 2006, SIC (2006)
- Gala de Aniversário TVI,  (2007)
- Gala Globos de Ouro SIC 2007, SIC (2007)
- Gala de Ficção Nacional, TVI (2008)
TV/OUTROS
- Ai os Homens, Produções Fictícias SIC, (1996)
- O Preço Certo, RTP-1, Script Doctors.  (2002)
- O Passeio dos Alegres, RTP-1, Script Doctors. (2002)
- Rosa Choque, TVI, Script Doctors. (2003)
- Um Sonho de Mulher, eleição Miss Portugal, SIC (2004)
- Ídolos, SIC (2004)
- O Pior Condutor de Sempre, SIC (2006) 
CINEMA
- Argumento do filme – “Naturezas Mortas”,  realizador Leonel Vieira. (2004) premiado concurso do  ICAM  2004,  a estrear Janeiro de 2009
- Adaptação do conto “Love Online” de Clara Ferreira Alves, para telefilme, Série Amores e Desamores, RTP-1 (2005)
- Adaptação para Portugal do filme de animação - Wallace and Gromit e a Maldição do Coelhomem, DreamWorks (2005)   
TEATRO
  Co-autoria, com Nuno Markl, “As Cólicas de Fernão Lopes” da emissão do “ Cerco de Lisboa” na “Mãe de Água”. (1996)
-  Co-autor da Micro-peça – Anos de Casados -  para Inox- Zé Pedro Gomes, António Feio e Maria Rueff, Script Doctors.  (2002)
-  Autor da peça, Antes Eles Que Nós, Maria Rueff, Manuel Marques, Bruno Nogueira,  Teatro São Luiz, Produções Fictícias. (2005-2006)
-  Autor da peça, O Efeito Laranja,   Nicolau Breyner,  Patrícia Tavares, Marco Antonio Del Carlo,  Tivoli, Rivoli ,Nicomedia,  (2006)
- Autor Micro-peça – Forest Fire – para Urgências 2006. Teatro Maria Matos  (2006)
- Co-autor texto – Sou do Tamanho do que Vejo   –  Bruno Nogueira a solo - Teatro São Luiz (2007)
RÁDIO
- Histórias de João Quadros”  programa “2 em 1”, Rádio Comercial. (1996)
- Herman Zap – -Rádio Comercial, Produções Fictícias. (1996)
- Herman Jornal, Rádio Comercial, Produções Fictícias. (1996)
- As Fitas do Herman, Rádio Comercial, (1996-)
- HermanSF, TSF, Produções Fictícias. (1997)
- Contra Informação, RDP, Produções Fictícias (1999)
- Bar da  Liga, RDP, Produções Fictícias (1999)    
- HermanDifusão Portuguesa, RDP, Produções Fictícias. (1997- 2000)
- Crónicas do Zé Manel ,  Maria Rueff,  TSF, Produções Fictícias (2005-2007)
- Zé Manel – =008 Missão Euro, Maria Rueff, TSF (2008) 
- Tubo de Ensaio, Bruno Nogueira, TSF (2007-2009)
JORNAIS E REVISTAS

- Na piscina com Miguel Vital” no Diário de Notícias, Produções Fictícias. (1996)   
 - José Esteves no Europeu de Inglaterra, Diário de Notícias, Produções Fictícias. (1996)
- José Esteves nos Jogos de Atlanta, Diário de Notícias, Produções Fictícias. (1996)
- Pontapé nas Bolas de José Esteves, Diário de Notícias. (1996-1997)
- Crónica “Adão Barbosa” -- Pegar a Bola Pelos Cornos, Diário de Notícias, Produções Fictícias. -(1997)
- Felizes Para Sempre”, cartoon Jornal o Expresso, Produções Fictícias. (2000-2001)
- As Crónicas do Visconde d’o Lumiar,  jornal A Bola. (2001-2005)
- O Sexto Violino, crónicas semanais,  jornal “Sporting”. (2003-2004)
- Caixa Negra, coluna  para o Inimigo Publico, jornal Publico (2005)
- Muda-me de Canal, crítica de televisão para o Inimigo Público, jornal Público  (2005)
LIVROS
- Sketches incluídos no livro,  Ao Serviço de Sua Majestade vol II, Produções Fictícias (1997) 
- As Crónicas do Visconde d’o Lumiar, colectânea em livro, jornal A Bola (2004)
- Sketches incluídos no livro,  Manobras de Diversão, Produções Fictícias  (2005)
- Micro-Peça – Forest Fire -  incluída no livro, Urgências, Cotovia (2006)
PUBLICIDADE
-  Campanha publicitária T.V. Panorâmica -- 16:9 --R.T.P., Produções Fictícias. (1998)
-  Campanha publicitária para Papelaria Fernandes, Produções Fictícias. (1998)

-   Fase  II da campanha publicitária – Jovens Com Asas, Millennium BCP (2007) 
COMO "ACTOR" E STAND-UP COMEDIAN:
- actuação, programas - O Homem que mordeu o Cão, TVI, (2004) 
- actuação, O Cabaret da Coxa, SIC Radical, 27 de Fevereiro (2004)
- Período,  protagonista e argumentista ,  SIC Radical, (2004)
- O Ódio da Semana, rubrica,  Homem que Mordeu o Cão,  TVI (2004)
- Repórter no Sítio – textos e actor programa O Inimigo Público, SIC  (2005) 
- Biqueirada – comentador,  SIC Comédia, (2006) 
- Boa Noite Alvim – apresentador , Jornal do Mal, SIC Radical (2007)
OUTROS:
 - Conferência: “De que me serve ser argumentista se não consigo inventar um título para a minha conferência”, para as 9 ª Jornadas de Marketing do IADE. (1998)
--  Gala de Comemoração da Privatização da EDP-- Banco Totta. (1998)
-  Festival de BD da Amadora, projecto, Deus é O Meu Co--Piloto. (2000)
-  Curta metragem de animação, “Deus é O Meu Co--piloto”, apresentada no IPACA. (2002)
-  Co-autor do Blog “A Armada Invisível”.(2003- 2004)  -  22 Curtas-metragens, Formação para a Igualdade da Mulher,    projecto Delfim, para Comissão Para Igualdade no Trabalho e no Emprego. (2001)
.   Professor curso de escrita de humor na Sociedade Guilherme Cossul e ACT (2005)
- Autor Blog – O Mal está feito (2007)
- Espectáculos para Empresas: EDP, GALP, SANTA CASA, COCA-COLA, TRANQUILIDADE, SIVA. (2006-2007)

 

 PS - Tenho grande respeito, e admiração, pelo trabalho desenvolvido pela MOTA/ENGIL ao longo destes últimos séculos   
   

Publicada por OMal às 17:57
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 24 de Outubro de 2008

O ÚLTIMO DOS TEIXEIRAS DOS SANTOS


- A entrevista de  hoje é com um  dos membros do grupo que lançou este Orçamento de que tanto se fala! Olá, Secretário de estado de várias coisas. Antes de mais. Porquê, Orçamento de Estado para 2009?
- Olá. Queria agradecer a oportunidade que me deste para vir até aqui. Infelizmente, hoje em dia, na rádio só se ouve economia americana, e é  bom que seja dado algum tempo aos portugueses. Quanto à pergunta, Orçamento de Estado de 2009, foi o nome que nos pareceu mais consensual.  Também pensamos em chamar-lhe – Eleições 2009 – mas era demasiado explicado.
- Vocês já estão junto há algum tempo. Este é, se não estou em erro, o vosso, terceiro orçamento. Acham que é o melhor?
- Este é um orçamento diferente daquilo a que os nosso fãs estão habituados…
-…mais popular?
-…sim…nós fomos beber um pouco das raízes do folclore da política portuguesa. É um orçamento que tem um cheirinho de pagode do Mestre Loureiro, de Gondomar. Mas também, tem influências cabo-verdianas, nomeadamente no montante atribuído ao Ministério da Cultura.
- Acham que vão conquistar mais fãs, com este novo orçamento? Dizia-se que vocês tinham entrado em queda em termos de popularidade…
Secretário:..uma pessoa quando faz um orçamento não pensa se ele vai ser aceite por todos ou não. Neste orçamento, nós queríamos fazer alguma coisa diferente, os tempos são outros, há muita gente a fazer orçamentos novos aí pela Europa, e nós queríamos a fazer algo que fosse original. Tivemos aquela ideia da pen, mas não correu bem. No Orçamento anterior…
-...a que curiosamente chamaram  "Orçamento de Estado  2008",
-...no 2008,  nós tínhamos mais preocupação com os números. Os números eram muito trabalhados e exprimiam preocupações verdadeiras de cada um dos membros do grupo. Este é um orçamento mais criativo, do momento, estás a ver? Por exemplo, eu estava, um dia destes a ver o pôr do sol numa daquelas  paisagens alentejanas. E peguei num papel que ali estava e escrevi -  “A maioria das despesas de saúde mantém uma dedução de 30% e nas restantes despesas de saúde, desde que comprovadas com receita médica, há um ligeiro acréscimo do limite máximo que se pode abater ao IRS. Dos 62 euros passa-se para os 64 euros. Esta parte final do Euro, já foi em casa. Mas foi assim que surgiu a ideia para aquela que é uma das minhas favoritas do 2009.
- Muito bonito. Terminamos com uma surpresa para todos os fãs deste novo orçamento de Estado. Em directo do estúdio,o grupo vai executar  parte de uma das rubricas do 2009.
- (MÚSICA COM INSTRUMENTOS DE FOLCLORE) - Um, dois, três - aumenta o valor possível de abater à colecta por cada contribuinte com deficiência: passa de 3,5 vezes a retribuição mensal mínima para quatro vezes este valor. Não há alteração do montante passível de deduzir por cada dependente com deficiência, que se mantém em 1,5 vezes o salário mínimo…
 

Publicada por OMal às 19:56
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 22 de Outubro de 2008

MUTTATHUPADATHU AND FRIENDS.


Esta semana, o Papa Bento XVI fez, sem ajuda, quatro novas canonizações. A última foi a mais difícil, porque Sua Santidade já estava visivelmente cansado e devia ter ficado pelas três canonizações e um baptismo ou  duas canonizações e três partidas de pólo. Para nos dar a conhecer um pouco mais sobre estes novos Santos temos connosco, em directo do Céu,  o nosso enviado especial. Como estão as coisas aí no céu?
- Aqui, no Marquês de Pombal do céu, as coisas estão agora mais calmas. A maiorias das almas já se foi embora e só restam as almas das pessoas que foram boazinhas na terra e que estão aqui a varrer o lixo que foi deixado depois de terem sido conhecidos os premiados deste ano.
- Qual foi a reacção quando souberam que pela primeira vez tinha sido eleita uma Santa indiana? Neste caso, Santa Alfonsa da Inmaculada Concepción, cujo nome de origem era Anna Muttathupadathu.
- A reacção aqui não foi muito grande.  No céu católico a comunidade indiana é muito pequena. Claro que há almas que se opõem  a isto, como por exemplo, a alma de John McCain que reservou aqui um lugar e já vem cá de vez em quando.
- O que é que significa, para alguém que esteja aí no céu, a atribuição deste prémio?
- Fazendo uma comparação, diria que tem a mesma importância que o Nobel na terra mas a compensação financeira é maior.
-…a compensação financeira é maior?
- é maior, porque os Santos passam a ver o nome incluído nas orações e os direitos de autor estão sempre a pingar.
- Já falaste com algum dos premiados?
- Estive uns minutos á conversa com, o agora, Santo  Gaetano Enrico, um padre missionário italiano que faleceu em 1860, que me disse estar muito contente. Há mais de de cento e quarenta nos que concorria mas nunca tinha conseguido vencer e terminou deixando  um abraço de apoio ao Festival da Canção da RTP, e um – não desistam! Era bem visível o seu contentamento enquanto recebia a aureola, e o cheque da Worten, e emocionou-se  quando se ouviu o hino italiano enquanto a bandeira descia.
   - Obrigado. Foste de um profissionalismo irritante e de uma estupidez atroz. Vem já para casa e nem penses em ir ao Inferno aos frangos. Vais à Valenciana como fazem os vivos.

Publicada por OMal às 18:25
Link do post | Adicionar aos favoritos

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE X

"...o Sousa Tavares?!...e levaram-lhe o computador?! Bem feito! é para ele saber o que custa ser roubado em casa!"

Publicada por OMal às 04:20
Link do post | Adicionar aos favoritos

POST FEITO NO MEU COMPUTADOR DE SEMPRE

Sousa Tavares fez um apelo á pessoa que lhe roubou o computador, com a única cópia do seu próximo livro, para que o devolva; ou pelo menos o conteúdo. Fazendo uma análise, à Sousa Tavares, diria que as esperanças são poucas. Uma vez que: a maioria das pessoas que roubam em Lisboa, não são do Futebol Clube do Porto.

 

 

 

PS: Não me leiam mal. Demonstra uma ingenuidade rara, mas de louvar, numa pessoa que deixou de acreditar na espécie humana desde as primeiras papas.

 

 

 


Publicada por OMal às 03:53
Link do post | Adicionar aos favoritos

A SUSPEITA

Segundo os investigadores da polícia; que visitaram a casa de Miguel Sousa Tavares, após o assalto: "o acesso, à janela da sala onde estava o computador, só é possível pelo exterior e tem de ter ser feito por alguém com orelhas de um tamanho fora do normal.    

Publicada por OMal às 03:32
Link do post | Adicionar aos favoritos

O CAIXA DE ÓCULOS QUE MUDOU O MUNDO

"O que é que achas do novo prog... e a alteração do programa do Marc... O lost 4 é uma banha...- Acreditem! Em termos televisivos, actualmente, a minha indignação diz apenas respeito ao horário  pouco fidedigno da série "Os Irmãos Koala"; que danifica seriamente a minha qualidade de vida.

Publicada por OMal às 02:20
Link do post | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 20 de Outubro de 2008

MARKETING DIRECTO

Depois de ter descoberto que cerca de metade das pessoas que vêm parar ao meu blog, teclam: "pessoas famosas nuas", o mínimo que posso; e devo, fazer é...deixar aqui isto:

Voltem sempre

Publicada por OMal às 01:41
Link do post | Adicionar aos favoritos
Domingo, 19 de Outubro de 2008

FOREST FIRE*

           Toda a vida fui um céptico. Deixei de acreditar no Pai Natal aos seis anos. Em Deus, aos onze. Em mim, aos dezoito.

          "...it’s a forest fire…” – Indiferente à situação, Loyd Cole continuava a cantar e a dedilhar a guitarra -  every time we come together - Resolvi desligar o rádio. Fiquei só com o som do limpa pára-brisas. O do lado esquerdo, chiando, completava o seu percurso de ida e volta no exacto tempo, cumprindo o que havia sido programado. O do lado direito, subia pelo vidro até embater no corpo. Estremecia um pouco e, como que assustado, fugia para o ponto de partida. Depois, movido pela curiosidade, voltava a fazer o mesmo. Desliguei-o. Agora, ficava só o ruído da chuva.

        Baixei os óculos e olhei mais perto.  Azul, cor de laranja...cor-de-laranja, não. Talvez dourado. Sim. Uma cor entre laranja e dourado. Uma cor que nunca tinha visto. A toda a volta, fragmentos com textura de escama. azuis...verdes...azuis...vermelho...Fragmentos que mudavam de cor. E no meio lá estava ela - uma fada.Uma fada esborrachada no meu pára-brisas. Tinha a face esmagada. Desfigurada.  Mas reconheci o corpo. Reconheci-o dos meus livros infantis; nestes dias, por tudo e nada, voltava à infância. 

Uma das asas moveu-se :“flap, flap, flap” , roçava ao de leve no vidro, ao mesmo tempo que lançava salpicos dourados-alaranjados. Parou de chover. Um sonido, como os que faziam os antigos telefones quando havia interferências na linha, juntou-se ao “flap” da asa. De repente, um dos olhos abriu e  fitou-me, minúsculo, através do vidro.

        Saí do carro. Ao contrário do que esperava, o frio não tornou a situação mais real.  Corri para o bosque que ladeava a estrada. Corri durante algum tempo, até me cansar da ideia. Através das árvores via o meu carro parado.

        Começou a escurecer e a escuridão empurrou-me de volta à estrada. Aproximei-me. Ao longo do vidro um rasto de cor. O ruído continuava, agora mais alto. Ela estava no capot e deslizava, lentamente, usando a asa como um remo. Despi  o casaco e bati-lhe com ele várias vezes. Não olhei. Não vi as cores que se espalhavam.

         Enterrei-a numa pequena cova, junto a uma árvore. Uma cova como aquela que a minha mãe abriu para que eu enterrasse o meu primeiro pássaro.

         Cheguei a casa tarde, estavam todos à minha espera para jantar. Sentei-me à mesa. Falámos do tempo e das notícias, enquanto; no bosque, as formigas, com movimentos nervosos e ordenados, carregavam escamas coloridas para o interior da terra.

 



*ver razão para este post no post anterior.
 

Publicada por OMal às 03:11
Link do post | Adicionar aos favoritos

POST PARA ENCHER

Isto, de vir fazer tempo para o blogue enquanto espero que comece o Grande Prémio da China, tem de acabar. Não é bom para ninguém.

Publicada por OMal às 02:17
Link do post | Adicionar aos favoritos

DIA 6 DE NOVEMBRO NUM CINEMA RELATIVAMENTE PERTO DE SI

 

Aí está o trailer do primeiro filme com argumento do autor deste blogue (beijos no corpo peludo do Leonel!)...prevejo bolinhas dos críticos, mas desde pequeno que prefiro bolas a estrelas. Nunca fiz uma estrela de trapos, por exemplo. 

Publicada por OMal às 01:21
Link do post | Adicionar aos favoritos

POST QUE NÃO ACRESCENTA NADA AO TEMA E ATÉ JÁ CHATEIA


Vamos então para as últimas linhas que dedico, em vida, a este estafado tema. O Magalhães, que é tratado na rua como o primeiro computador português. Vamos lá ver, se o Magalhães é um computador português, então  o  Robert de Niro também é portuga porque já o vi vestido de samarra. O Magalhães é, originalmente, o  chamado: Classmate PC. Tirando o logótipo, e a capa exterior, é igualzinho ao que tem sido vendido em várias partes do mundo por uma conhecida marca americana. É um bocado, como se: numa sapateira, daquelas com recheio, nós fossemos os responsáveis pela casca, mas, os olhos já vinham de origem e só era preciso atarraxar.  Esta grande novidade portuguesa “Magalhães" é conhecido na Indonésia pelo nome de «Anoa»,  o que em Indonésio significa: Rui Veloso. Em Timor, por: "Akar Sata" – que significa: nunca vi, não sei do que estão a falar. Na Índia, por causa das cores azul claro e vermelho  em que são feitos, é conhecido por Mileap-X, que em português significa – o Narana Coissoró tem uma conjuntivite. 

Sejamos claros, que é para isso que me dão senhas de refeição: o Magalhães português foi concebido nos Estados Unidos, produzido no Extremo Oriente e embalado em Portugal. Ou seja; "têm aqui o computador Magalhães, foi feito por meninos como vocês, mas mais magros."

E quanto àquela ideia esperta de andar a aldrabar o Hugo Chávez, fazendo passar por português o que é feito na terra dos gringos, relembro ao nosso Primeiro, que: "Magalhães", presta homenagem ao navegador  Fernão de Magalhães. Fernão que, depois de umas trocas  comerciais bem sucedidas com os nativos das Filipinas, foi atraído; pelos mesmos, a uma emboscada onde morreu em combate… pelo sim pelo não, o melhor é enviar  o Manuel Alegre nas próximas viagem de negócios  à Venezuela. Se a coisa corre mal, ou morre ou fica no lugar do Chávez.  E já agora,  para  quê um computador chamado, "Magalhães",  quando o que os miúdos querem é  aprender como é que funciona o polígrafo da "Guilherme".

Publicada por OMal às 00:58
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sexta-feira, 17 de Outubro de 2008

ENTREVISTAS COM DEUS I - O MINDINHO OPONÍVEL

- Na entrevista de hoje, Deus vai tentar justificar alguns dos actos cometidos nos últimos meses e outros temas. Olá, Deus.
- Olá! Vejo que não trouxeste o guarda-chuva…
- Essa brincadeira outra vez, não. 
-Não trouxeste o guarda-chuva…ui…parece que está a levantar-se um ventinho.
- Vá lá, Deus. Tem a mania de me fazer esta brincadeira. Sempre que eu saio de casa sem guarda-chuva, este malandro, vê e pimba! toca de fazer  chover. E o pior é que ninguém acredita quando eu digo que é de propósito.
- é daquele ventinho que parece que puxa a chuva.
- Já chega! Antes de mais, Sarah Palin?! Que ideia foi aquela?! 
- Calma. Eu explico. Eu, normalmente, faço as mulheres da costela de Adão. Mas, no caso da Sarah,  como já  se me tinham acabado as costelas da Adão, fiz com omoplata de Dina. Não fica aquela mulher a que estamos acostumados mas…resulta. Aliás,  para fazer mulheres, em alternativa á costela de Adão, aconselho sempre: ou omoplata de Dina ou  escafóide de Roberto Leal; se queremos que ela saia tipo geisha.
- A propósito. A Sarah Palin é criacionista: acredita que a teoria de Darwin, de que o homem evoluiu do macaco, é uma parvoíce. E que tu, criaste o homem à tua semelhança. Ou seja, o tal Adão e Eva. É verdade?
- Vamos lá ver. Primeiro, nunca houve nenhuma "Eva". O nome dela era - Gisele. Adão e Gisele era o que dizia nos pijamas.  E claro, que o homem evoluiu do macaco. A evolução é dos meus hobbys favoritos.  É o  meu jogo favorito da minha P.S.P 666. Estive seis milhões de  anos para conseguir sair com o raio do peixe da água e passar para o nível seguinte. Nunca pensei que tinha que trocar as guelras…
- Mas…e o Adão e a Gisele e o paraíso…
- O paraíso, não tem nada a ver com o universo e com o homem. O paraíso, foi uma coisa que eu fiz nas traseiras lá de casa. Era só uma ideia: uma coisa pequena, com pouca gente, que fosse uma alternativa ao Algarve;. Dai o nome -  paraíso. Era a minha jardinagem. Mas desisti porque atraía muitas cobras.  E expulsei a Gisele e o Adão que não duraram nem três dias fora de casa porque na altura estávamos
no verão do fim do Triássico, princípio do Jurássico inferior, e eles eram um casal que,  até então, só tinha visto uma cobra de jardim; e não tinha sabido lidar com ela. Não tiveram hipóteses. 
-: Obrigado. Foi a entrevista impossível com Deus. Por hoje é tudo,  fiquem em paz. É verdade, Deus, eu prometi que…
- …ia te levar à porta das Amoreiras, mas estou com pouca gasolina. Não serve de desculpa.  Para Deus já está tudo escrito e sem conjunções adversativas. Anda lá, se não queres ter um tumor num sitio intimo.


 

Publicada por OMal às 19:45
Link do post | Adicionar aos favoritos

CABEÇAS (RAPADAS) DE CARTAZ

O vereador da Câmara Municipal de Lisboa, José Sá Fernandes, mandou retirar o cartaz do PNR,  contra a imigração, que está colocado na praça de Entrecampos, na capital.  Os dirigentes do PNR, os que ainda não estão presos, ficaram muito chateados com a situação e José Pinto-Coelho,   já manifestou o seu descontentamento, e passo a citar: "O cartaz não é xenófobo e só não ficamos possessos porque, ao menos, foi o branco e não o monhé, que o mandou tirar.  Ainda para mais, o partido investiu tudo o que tinha naquele cartaz e a nossa situação financeira é dramática porque a maioria dos nossos filiados paga as cotas com cigarros. Estamos á beira da rotura, eu próprio. já estou a deixar cair o cabelo de forma natural porque não tenho dinheiro para o mandar rapar e também  deixei de colocar aquele traço entre o Pinto e o Coelho para  poupar no tinteiro da impressora". Eu tenho para mim que, uma boa maneira dos skinheads manterem a aparência de que tanto gostam era pô-los uma hora por dia numa  bomba de cobalto. 

Publicada por OMal às 19:39
Link do post | Adicionar aos favoritos

EM TERRA DE CEGOS UMA MULHER COM UM OLHO É BOA


Deu que falar a Arábia Saudita, a mais nova, de onde veio a notícia.  De entre as muitas restrições a que estão sujeitas as mulheres na Arábia Saudita, poderá juntar-se mais uma - só poderão mostrar um olho. É  o que determina uma “fatwa” proposta pelo xeque Muhammad al-Habadam, que terá dito: "dois olhos de fora é uma loucura! Qualquer dia vão para a praia com o nariz à mostra.  A moda do topless de olhos já passou. Agora o que se usa é um dos olhos tapados. De preferência o olho são, porque, os sauditas, quando vêem uma zarolha ficam doidos.  E agora, volto a citar o Xeque, a sério, são mesmo palavras dele quando confrontado com a pergunta; de um maluco sem amor aos órgãos que fazem falta: "como fazer então a vida diária apenas com visão parcial? " O Al-Habadam explica: “Quando forem às compras, as mulheres poderão retirar totalmente o pedaço de tecido que tapa um dos olhos para poderem usar os dois... num limitado período de tempo.” Uma chatice porque praticamente não vão ter tempo para comparar preços. É optar pelos preços brancos e sair.

Publicada por OMal às 15:30
Link do post | Adicionar aos favoritos

APCM


- Hoje, temos connosco o actual presidente da APCM, Paulo Castro Magalhães. O que é a APCM?
-  A APCM é a  Associação de Pessoas Chamadas Magalhães que, se não te importas, vem aqui insurgir-se com o nome dado pelo governo ao novo computador. A APCM, vem chamar a atenção do governo para o aumento de piadas feitas aos Magalhães nos últimos tempos.
- Imagino. No seu caso, por exemplo…
- O meu caso é gravíssimo.  O meu nome é Paulo Castro Magalhães. Eu, antes disto, assinava: PC Magalhães…tive que mudar as assinaturas todas para não ser gozado.
- Imagino que no escritório seja terrível…
- Eu trago aqui estatísticas, que mostram que os Magalhães, hoje em dia, são dos mais gozados a nível de apelidos e só estão abaixo dos Pilas dos Santos e Moitas Flores. Todos os dias os nossos associados são torturados com piadas, como: Magalhães, queres vir almoçar ao Chiado ou só vais ao rato? Ou, Magalhães, tu hoje estás lento deve ser do servidor, Ou, tu estás com uma depressão, Magalhães. Devias ir a uma casa de informática que eles é que percebem de problemas com Magalhães…
- ou: Magalhães, se calhar em vez de preservativo basta usares o antivírus…
-  …essa é nova…
- Desculpe…
- Deixe-me só apontar aqui no bloco para eu gozar com o meu filho quando chegar a casa. O malandro, ontem chegou a casa,com um tampão na mão, e virou-se para a irmã mais velha e disse: Ó Magalhães! deixaste a pen na casa de banho.
-:  A APCM já propôs ao governo alternativas ao nome Magalhães?
- Já.  Computador Magali, ou computador Galhardo porque há pouca gente com esse nome e dá para aproveitar algumas letras do logotipo.
- Computador Galhardo  fica no ouvido… do mesmo modo que uma otite.
- Á APCM tanto faz o nome que dão ao computador desde que não seja o nosso.  Nós já fizemos queixa para o tribunal Europeu e eles disseram para ficarmos em modo de espera que já nos davam um parecer.

 

 


Publicada por OMal às 00:55
Link do post | Adicionar aos favoritos

TENDAS E CAVALOS

Você teria dado um viaduto em betão armado e um pacote de castanhas piladas, para ter estado connosco no espectáculo -  Cavalia – na tenda branca no passeio Marítimo de Algés. Sendo no passeio Marítimo de Algés, podíamos ser levados a pensar, se fossemos parvos e quiséssemos fazer uma piada estúpida, que o espectáculo se chama – Cavalia - porque mete Cavalas e Lulas. Eu avisei.
Cavalia é, nada mais nada menos que, o Cirque do Soleil com cavalos. E começámos por torcer o nariz porque, tendas e cavalos faz logo lembrar um casamento monárquico. Mas, afinal não havia ninguém de lenço. Optámos pela sessão da tarde porque, segundo dizem: é a melhor porque os artistas estão mais frescos e fazem muito menos cocó em palco.  Os cavalos de Cavalia são diferentes do habitual cavalo de circo. Estes são cavalos são perfeitos;  e têm um tal sentido de graciosidade, que não enxotam as moscas com a cauda. Eles abanam a cauda, mas dividem-nas em grupos de dez, para cada lado.  E as verdes ficam à frente e as azuis atrás. Custa imaginar que: se um deste belos animais torcer um pé dá para pouco mais que um frasco de cola. Talvez por isso, alguns dos cavalos usam duplos. Pelo menos,  pareceu-nos que, nas cenas mais arriscadas, usam burros com perucas para parecerem cavalos.  Gostámos, mas só voltamos quando fizerem o Lula-Gigantalia, porque o espectáculo é um bocado parado e raramente passa a trote.
 

Publicada por OMal às 00:41
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

UM TREMOÇO NUNCA É DE GRAÇA

Em relação a esta crise, na maior parte dos casos,  estamos a falar de pessoas que, como se diz no mundo da alta finança; e lá em casa, pessoas que  põem o dinheiro a trabalhar por elas.  Eles vão a almoços e jantares e o dinheiro vai bulir. O que acontece é que: o dinheiro começou a chegar atrasado e a faltar ao trabalho. As notas de quinhentos Euros meteram baixa porque o período arquitectónico nelas representado; a arquitectura moderna,  estava deprimido e queixava-se de dores nas costas. As de cem despediram-se e foram trabalhar para a China, etc.   As pessoas que tinham estes milhões, telefonavam para o escritório para falar com o seu dinheiro e diziam-lhes – ele não está, foi almoçar e não voltou a aparecer -  uma grande chatice!
É  o problema do dinheiro. Não se pode confiar nele. Diz que aparece mas depois não aparece. E é estúpido pensar que o dinheiro trabalha bem, porque o dinheiro é muito preguiçoso. Os trocos, não. Mas as notas, tendem a ser preguiçosas, por isso é que é raro mudarem de mãos e por isso é que nós já ganhamos tantas vezes o Euromilhões. As notas, quando são elas a escolher,  gostam de vir para cá porque é um bom sitio para não se fazer nenhum. O dinheiro fica mais parado e coiso…olha acabaram-se as metáforas…amanhã vou buscar mais.
 

Publicada por OMal às 23:56
Link do post | Adicionar aos favoritos

REVIVER O PASSADO EM PF


Se, por uma estranha razão, tivesse que fazer um TOP 5 dos "bordões" inventados por mim durante a estadia nas PFs, optava por estes:

- não pirilamparás mulher alheia

- eu...eu....eu é que sou o presidente da junta

- ...carago! Carago, não! Carago! (Ferrenho Gomes - Contra)

- as opiniões são como as vaginas: quem quiser dá-las, dá-las.

 

e finalmente, o meu favorito; que não é bem um bordão, uma banda que se chamava Fried Potatoes Suicide, cujo refrão do seu hit, era: "fried potatoes suicide, ketchup running on the floor."

 

perguntam vocês - e dai? - nada, era só isto.       

Publicada por OMal às 19:45
Link do post | Adicionar aos favoritos
Terça-feira, 14 de Outubro de 2008

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE IX

"Eu, por acaso, já desconfiava que a Islândia estava na falência porque bastava ver como a Bjork andava vestida. A Islândia não pode ficar sem dinheiro! Um país giro e exótico, com nome de gaja, tem de saber sacar o dinheiro aos países velhos e ricos que ainda há por aí na Europa." 

Publicada por OMal às 04:05
Link do post | Adicionar aos favoritos

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE VIII

"Nos Açores, agora, é menos uma hora que cá. Mas antes do terramoto era só menos 58 minutos; depois eles ficaram mais longe."

Publicada por OMal às 03:33
Link do post | Adicionar aos favoritos

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE VII

"Eu percebo-o. Eu sei o que ele quer dizer. Ele viu aquilo pelo ponto de vista dos sapatos. O Cavaco, surgiu-lhe aquela imagem do não estar habituado a ter mulheres tão bonitas a um metro dos seus sapatos, porque ele é como eu e quando se vai deitar, normalmente, deixa os sapatos debaixo da cama."  

Publicada por OMal às 02:56
Link do post | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 13 de Outubro de 2008

A ARCA DE BELMIRO


Se a crise atingir a gravidade que alguns economistas; mais pessimistas,  prevêem,  é bem provável que, num futuro próximo, seja possível entrar numa loja e perguntar: "quanto custa isto? ", e ter o prazer de ouvir - 30 Euros, em moeda antiga. 

Publicada por OMal às 19:02
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 9 de Outubro de 2008

UNIVERSO CATITA!

Está quase! Aleluia!

Publicada por OMal às 00:52
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 8 de Outubro de 2008

FUTEBOL NO MAL!

O Paulo Bento é o tipo de treinador que, se fosse seleccionador da Terra do Nunca, convocava o capitão Gancho para a baliza
O Belenenses é que parece que anda à procura de um treinador português...
O Jaime Pacheco, disse - espero o convite -, coitado. Eles querem um treinador português, mas não tão português.
 

Publicada por OMal às 03:31
Link do post | Adicionar aos favoritos
Sábado, 4 de Outubro de 2008

MENINOS MAUS DAS OBRAS E OS COELHOS COM DENTES DE SOMBRA

O edifício, em Londres, cuja obra de acrescento iria tirar a luz do atelier da pintora portuguesa,  Paula Rego, não vai ser construído.  A pintora revelou, à Agência Lusa, ter ficado muito "aliviada" por ter sido proibida a construção de um edifício que lhe iria retirar a luz natural do atelier onde trabalha; luz que, como se sabe,  já não é muita para ela não se assustar com o que pinta.  "Tenho muito medo de ficar sozinha com os meus quadros", disse a pintora de visita a Portugal para inaugurar uma exposição e comprar pulseiras dos indios

 

 

 

Publicada por OMal às 02:50
Link do post | Adicionar aos favoritos

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE VI

"...até já tem um programa. A Maya tem tido muita sorte e a vida tem-lhe corrido muito bem...mas também ela é que deita as suas próprias cartas e deve fazer batota." 

Publicada por OMal às 02:26
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 1 de Outubro de 2008

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE V

"Mas o que é que duas pessoas do mesmo sexo vão fazer com um casamento?!! Se uma pessoa é alérgica ao marisco, não vai de férias para Cabo Verde!" 

Publicada por OMal às 02:54
Link do post | Adicionar aos favoritos
Segunda-feira, 29 de Setembro de 2008

POSTS PARA PORTAS DE WC PÚBLICO 9

"Como é que se impõe disciplina de voto ao deputado Manuel Alegre?! Com uma cadeira? Com um ancinho para feno?"

Publicada por OMal às 23:00
Link do post | Adicionar aos favoritos

POSTS PARA PORTAS DE WC PÚBLICO 8

"Passar para cinema a música dos Abba faz tanto sentido como dedicar uma ópera à carreira do António Sala."  

Publicada por OMal às 04:03
Link do post | Adicionar aos favoritos

O QUE EU LEIO NEM ÀS ESTANTES CONFESSO*


Estava a ver a SIC Notícias e vi o Nuno Rogeiro a apresentar livros no programa dele. Mais tarde, vi o Rui Santos a aconselhar livros no comentário da jornada - isto é o quê?! que moda é esta? Há um incêndio, vai o comandante  dos bombeiros ao estúdio e diz: “O fogo já está controlado, houve algumas ameaças de reacendimentos, derivado do vento, mas a situação está controlada e estamos em fase de rescaldo. E posto isto, queria aconselhar este livro das Edições Sirene sobre as escadas magirus na Guerra de 14-18 e também esta obra prima que é Anatomia do Autotanque Rápido, a obra póstuma de…"não pode ser, onde é que isto acaba?!  

 

**Fazer títulos com fado ao vivo na Sic Notícias, dá nisto; para quem como eu é facilmente influenciável pelo que ouve em fundo na televisão  

Publicada por OMal às 03:49
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008

O CUNHADO DA MINHA PORTEIRA É QUE SABE IV

Depois de uma sessão de Mamma Mia: "Um indivíduo que já foi o 007 não pode cantar o Fernando."

Publicada por OMal às 04:52
Link do post | Adicionar aos favoritos

I´M A TEASER - NÃO, NÃO TEM O JAVIER BARDEM*

 

Originalmente baptizado com o nome "Naturezas Mortas"  e cinco anos depois de ter escrito o guião (era divorciado e agora  - casado e dois filhos), com que, um ano mais tarde, fomos; com o meu amigo e estimado realizador Leonel Vieira, premiados no ICAM, está quase...quase ... aí (Novembro) o meu filme ( a parte do filme é do Leonel e a história é minha, mas, em termos de guião, já não é todo meu, o Roberto Santiago mostrou que de Espanha, afinal, não é só o que se diz nas costas de Quique Flores) -  Arte de Roubar.

 

 * por razões de estilo foram excluídos os actores oriundos de Palma de Maiorca

 ** para "look at de traila" o caminho é Leonel Vieira.com e depois vira á esquerda em filmografia

 ***há que aproveitar a oportunidade antes que isto volte a ser a caverna sossegada que já foi. 

 

Publicada por OMal às 03:30
Link do post | Adicionar aos favoritos
Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

POST COM A DESCULPA "DA PRESSÃO DE TER TANTA GENTE A VER "

Segundo a TV 7 Dias, Camilo de Oliveira tem oitenta e quatro anos em lugar dos setenta e quatro que todos, inclusive a mulher, julgam ter. A ser verdade, o mínimo que se exige é - Camilo no Arquivo de Identificação

Publicada por OMal às 23:09
Link do post | Adicionar aos favoritos

É UMA OBSESSÃO - SOU DO CLUBE DE ACELERADORES DE PARTÍCULAS ANTIGOS

Os cientistas do CERN já não estão tão certos da capacidade de poder desvendar os mistérios do Universo, basta ver a última declaração -  O   Grande Acelerador de Hadrões avariou mas poderá recomeçar a trabalhar antes da Primavera, se Deus quiser. 

Publicada por OMal às 06:02
Link do post | Adicionar aos favoritos

SEMANA DA MOBILIDADE

Se andar a pé na cidade fizesse assim tão bem, eles não ofereciam um carro aos quenianos que vencem a maratona de Nova Iorque.

Publicada por OMal às 04:54
Link do post | Adicionar aos favoritos

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Está Feito

Twitter

subscrever feeds