Quinta-feira, 17 de Julho de 2008

AQUINO E ISAÍAS VERSUS BENTO E FILHOS *

Desde que descobriram que a Terra girava à volta do Sol, os criativos do Vaticano ficaram possuídos de ideias novas. Resultado: um novo disco do Papa João Paulo II ao vivo e uma nova lista de pecados mortais. A juntar à gula, avareza, preguiça, raiva, luxúria, inveja e orgulho, temos a Pedofilia, aborto, poluição do ambiente, pobreza extrema e riqueza exagerada, tráfico e uso  de droga e realização de experiências de manipulação genética, nomeadamente com embriões. Se a isto somarmos os dez mandamentos, fica pouco para fazer para além de ouvir rádio e jogar mikado vestido de gabardina. Já em 2006 o Vaticano tinha acrescentado aos pecados muito graves: demasiado tempo a ler  escrituras; que não as sagradas; a observação em demasia da TV e a utilização exagerada da Internet – esta última, como se sabe, atira a Irmã Lúcia de imediato para o colo do Diabo em forma de espetada com óculos.
Faz-me uma certa comichão que este senhor Papa, que assusta pombos quando ri, faça assim de um pé para a mão seis pecados mortais, quando São Tomás de Aquino, que tinha um ar simpático e era Aquário, disse: “toda uma milenar experiência sobre o homem se traduz em sete vícios capitais”. Sete! E este rapaz faz seis em dois anos! Não pode ser! Na pior das hipóteses, entram seis pecados e saem dois e meio: sai a luxúria e a preguiça, que é o que apetece depois de muito do primeiro,  e a ira caso seja proveniente de raiva passada por uma dentada de um cão.
 Não podem mudar as regras todas. Vejam o futebol. Tem que ser devagar: a hóstia inteligente, um bispo atrás da baliza, etc. E há muitas questões que ficam sem resposta. Por exemplo, se um enfermeiro que não percebe nada de genética, por graça, fizer balões de gás com embriões já não é pecado mortal? E os toques de telemóveis estúpidos porque é que ficaram de fora?   E  ainda se levantam questões maiores: Informaram Deus? E o Diabo, será que sabe? Ou uma pessoa corre o risco de chegar ao Inferno e não o deixarem entrar?! Chega lá e diz: eu tenho que ir para o Inferno porque era cientista e trabalhava com embriões. E o Belzebu responde: quem é que lhe disse que vinha para cá?! Não sei de nada disso. E cobiçou a mulher de algum embrião? Comia demais na cantina? Então nada feito. 

Pecado, deriva da palavra grega:”hamartia”, que literalmente significa "errar o alvo", o que, a ser levado à letra,  faria do 24 Horas e do Nuno Gomes os maiores candidatos à eterna acendalha.

Mas voltemos ao princípio. Ao início, mesmo -  Adão e Eva foram criados perfeitos em todos os aspectos,  foram colocados num  paraíso na Terra e a única proibição era: proibido comer da "árvore do conhecimento do bem e do mal". Podiam ter feito chichi na árvore do conhecimento do bem e do mal, podiam ter escrito com um canivete na casca da árvore do conhecimento do bem e do mal - Adão love Eva, podiam ter feito uma cristaleira com o tronco da árvore do conhecimento do bem e do mal,  mas tinham que fazer o que era proibido. Quando mais proibido pior é. O homem é mesmo assim. O Espírito Santo, falando por meio do profeta Isaías, deixa isso bem claro quando manda a boca nas Sagradas Escrituras (SOM CELESTIAL): todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças como trapo da imundice; e todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades como um vento nos arrebatam."- Isaías 64:6, e esteve a perder por quatro zero.

 

*nada a comentar
 

Publicada por OMal às 03:57
Link do post | Adicionar aos favoritos
2 comentários:
De ricardo nunes a 17 de Julho de 2008 às 11:48
boas,

por acaso "pecado" do ainda mais antigo hebraico, significa apenas e só,"errar", e não tinha a conotação que a igreja de Roma lhe dá.

rjnunes
De OMal a 17 de Julho de 2008 às 21:28
hebraico escrito e senegalês falado são as minhas grandes pechas

Comentar post

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Está Feito

Twitter

subscrever feeds