Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

UM TREMOÇO NUNCA É DE GRAÇA

Em relação a esta crise, na maior parte dos casos,  estamos a falar de pessoas que, como se diz no mundo da alta finança; e lá em casa, pessoas que  põem o dinheiro a trabalhar por elas.  Eles vão a almoços e jantares e o dinheiro vai bulir. O que acontece é que: o dinheiro começou a chegar atrasado e a faltar ao trabalho. As notas de quinhentos Euros meteram baixa porque o período arquitectónico nelas representado; a arquitectura moderna,  estava deprimido e queixava-se de dores nas costas. As de cem despediram-se e foram trabalhar para a China, etc.   As pessoas que tinham estes milhões, telefonavam para o escritório para falar com o seu dinheiro e diziam-lhes – ele não está, foi almoçar e não voltou a aparecer -  uma grande chatice!
É  o problema do dinheiro. Não se pode confiar nele. Diz que aparece mas depois não aparece. E é estúpido pensar que o dinheiro trabalha bem, porque o dinheiro é muito preguiçoso. Os trocos, não. Mas as notas, tendem a ser preguiçosas, por isso é que é raro mudarem de mãos e por isso é que nós já ganhamos tantas vezes o Euromilhões. As notas, quando são elas a escolher,  gostam de vir para cá porque é um bom sitio para não se fazer nenhum. O dinheiro fica mais parado e coiso…olha acabaram-se as metáforas…amanhã vou buscar mais.
 

Publicada por OMal às 23:56
Link do post | Adicionar aos favoritos

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Está Feito

Twitter

subscrever feeds