Segunda-feira, 10 de Novembro de 2008

A BOLSA E A MÁ VIDA

Eu acho mal a nacionalização do BPN. Acho mal que o BPN passe a pertencer à Caixa porque mudar de Banco também não é assim uma coisa tão simples. As parecenças de um Banco com um clube de futebol são muitas, a excepção são os salários de miséria dos jogadores de topo. Para muitas pessoas o seu banco é como o seu clube. Cada um tem as suas cores. Há pessoas que são do BPN desde pequeninos...por isso é que foram enganados. Mas está mal feito. Eu não sou contra nacionalizações mas, a  nacionalizar alguma coisa, eu nacionalizava o Miguel Cadilhe que tem mais dinheiro que o banco. Eu li que o Miguel Cadilhe vai sair do BPN com 10 milhões de Euros. Vamos ver…vamos ver o que é que os snipers decidem.  Eles é que sabem se têm bom ângulo para disparar ou não. 
Mas que raio é que se passa com os bancos?!  Fui levantar dinheiro a uma caixa do BPN e deram-me vinte euros em pastilhas. Ainda há um ano, dizer que era do Banco x era um respeitinho, agora, têm o nome nas ruas da amargura. O meu amigo António Feio anda escondido porque andou por aí a dizer, na televisão, que era dono de um banco.  Não admira que haja tantos assaltos a bancos. Se calhar não são assaltos, são gatunos que vão visitar a família.Eu vivo assustado só de pensar que essa gente; que dirige os bancos, sabe o meu pin e onde eu moro.  E depois, temos o Banco de Portugal. Desde que tiraram o cão guia ao Constâncio ele nunca mais foi o mesmo. Os bancos fazem as maiores aldrabices e ninguém dá por isso. Eu estou convencido, que se os balcões dos bancos tivessem rodas e um motor de cento e tal cavalos, podiam fazer ultrapassagens em riscos contínuos; com o colete amarelo pendurado num dos pneus, e descer o túnel dos Estados Unidos da América a cento  e noventa, e atirar fruta aos radares, que ninguém os multava.
Se me atraso no pagamento da casa, um dia que seja, o banco envia-me uma carta no dia seguinte, paga por mim, a mostrar como eu sou feio e como aquela morada lhes pertence. Eu só queria que o Banco de Portugal, onde eu também tenho conta, estivesse de olho neles como eles estão de olho em mim.  Se eu levanto dinheiro para um chupa eles sabem, se eles compram meia ilha nas Bahamas, ninguém dá por isso.   A minha sugestão é: pôr essa gente no banco de Portugal; que também não tem muito para gamar; porque eles sabem fiscalizar  e pôr a malta do banco de Portugal nos bancos privados; só para ter o prazer de vê-los de boca aberta; e ar de espanto; quando lá chegarem e descobrirem as falcatruas que é possível fazer com uma coisa, tão sem jeito, como o dinheiro. "Olha o que eles fizeram nas Ilhas Caiman. Que bonito. Têm palhotas feitas com notas de quinhentos euros. Fica cómodo."   

Publicada por OMal às 18:24
Link do post | Adicionar aos favoritos

Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Está Feito

Twitter

subscrever feeds